A viagem costeira perto da Cidade do Cabo, África do Sul


Publicado: 02/03/20 2 de março de 2020

A África do Sul é famosa por suas paisagens deslumbrantes, vida selvagem incrível, vinícolas premiadas, belas praias e suas cidades animadas e cosmopolitas. Já estive no país duas vezes e sempre saio querendo mais. Há algo profundamente especial nesse lugar.

Estendendo-se por 2.800 quilômetros (1.700 milhas) e abrigando mais de 56 milhões de pessoas, você pode facilmente passar meses aqui e ainda não ver tudo. Caramba, apenas dirigir de um extremo ao outro do país levaria vários dias.

Embora existam centenas de coisas para ver e fazer na África do Sul, aqui está uma lista do que eu acho que são as atividades imperdíveis e imperdíveis enquanto você estiver aqui:

1. Faça um safari

uma zebra no safari na África do Sul


A maioria das pessoas vem à África do Sul para fazer um safari – e por boas razões. É o lar de alguns dos melhores passeios de jogo do mundo e você deseja passar pelo menos algumas noites em uma das centenas de parques nacionais. Não há realmente nada parecido.

O destino de safári mais conhecido é o Parque Nacional Kruger, que possui uma diversidade incrível e toneladas de vida selvagem incrível, incluindo os “Big Five” (leões, leopardos, elefantes, rinocerontes e búfalos do Cabo).

Fui a Kruger há alguns anos e era tudo o que eu esperava e muito mais. Embora você possa andar pelo parque, eu recomendo o uso de um guia, pois eles serão muito melhores para localizar animais e também fornecerão informações sobre eles, seu habitat e o próprio parque. Como essa é uma daquelas experiências “únicas na vida”, vale a pena gastar dinheiro para obter um guia experiente.

Embora Kruger seja o destino de safári mais famoso, existem dezenas de outras opções na África do Sul. Aqui estão alguns que eu recomendo:

  • Hluhluwe e iMfolozi National Park – Localizado no leste do país e é conhecido por suas populações de rinocerontes.
  • Parque Transfronteiriço de Kgalagadi – Na fronteira com o Botswana, no norte, é conhecida por seus leões de rabo preto.
  • Parque Nacional dos Elefantes Addo – Perto de Port Elizabeth, na costa sul, esta é uma ótima opção para safaris com motorista.
  • Parque Nacional Pilanesburg e Reserva de Caça – Lar do Big 5 e é possível em uma viagem de um dia a partir de Joanesburgo, se você estiver com pouco tempo.

Os safaris são tão comuns na África do Sul que praticamente todos os preços e orçamentos são cobertos. As opções de acomodação variam de acampamentos econômicos a pousadas e resorts de luxo.

2. Visite a Cidade do Cabo

Cidade do Cabo na África do Sul


Cidade do Cabo é o destino mais popular da África do Sul – e por boas razões. É uma cidade vibrante e multicultural, com bares animados, comida deliciosa, clima excelente, muita natureza e caminhadas nas proximidades. Além das praias incríveis da cidade, a orla está repleta de coisas para fazer também.

Há muito o que fazer na cidade, então confira este post inteiro que escrevi sobre o que fazer enquanto você estiver lá!

3. Vá surfar

surfando na África do Sul


As costas do Oceano Atlântico e do Oceano Índico da África do Sul oferecem surf de classe mundial. A Baía de Jeffrey, na costa sul, perto de Port Elizabeth, é o destino de surf mais famoso da África do Sul e oferece grandes ondas e vários intervalos.

Há também vários locais para surfar bem perto da Cidade do Cabo, incluindo Dungeons em Hout Bay e vários outros mais ao sul de Western Cape, como Long Beach.

Se você é iniciante, Durban é uma ótima opção para aulas de surf devido às ondas confiáveis ​​e à água quente do Oceano Índico. Espere pagar cerca de 500 ZAR por pessoa por uma aula de 2 a 3 horas.

4. Aprenda sobre o Apartheid

Monumento de Nelson Mandela na África do Sul


Você não pode visitar a África do Sul sem aprender sobre o horror do apartheid (um sistema de segregação racial institucionalizada), que lançou sua sombra sobre o país desde a década de 1940 até a década de 1990. Inaugurado em 2001, o Museu do Apartheid, em Joanesburgo, faz um excelente trabalho ao destacar a história e o legado do apartheid.

Enquanto estiver em Joanesburgo, visite o Tribunal Constitucional. Fica no local de uma antiga prisão política e você pode visitar algumas das ruínas da prisão e aprender mais sobre os muitos presos políticos que foram detidos injustamente aqui.

Não deixe de visitar o Museu do Distrito Seis na Cidade do Cabo. É um memorial para as pessoas que moravam na área nos anos 70 que foram forçadas a se mudar para que cidadãos brancos pudessem se mudar. É ao mesmo tempo sóbrio e esclarecedor.

7. Visite a Ilha Robben

Ilha Robben, África do Sul


Quando se trata de aprender sobre o apartheid, você também deseja planejar uma viagem à Ilha Robben. Localizada a apenas seis quilômetros da costa da Cidade do Cabo, a Ilha Robben era uma prisão de segurança máxima até 1996. Durante a era do apartheid, muitos presos políticos foram enviados para a Ilha Robben. Isso inclui Nelson Mandela, que passou 18 anos atrás das grades na Ilha Robben. A prisão agora é um Patrimônio Mundial da UNESCO e um dos locais culturais mais importantes do país.

As condições na prisão eram incrivelmente duras, com muitos presos forçados a trabalhar duro na pedreira de calcário. Eles também foram obrigados a dormir no chão de pedra de suas celas sem cama também.

Hoje, ex-prisioneiros são guias turísticos e lançam luz sobre como era a vida aqui durante o apartheid. Você poderá ver a cela de Mandela e pegar um ônibus pela ilha para ver o cemitério do prisioneiro e a pedreira em que Mandela e outros prisioneiros foram forçados a trabalhar.

As balsas operam 3 vezes ao dia, começando às 9h (uma quarta balsa opera durante o verão). A entrada custa 320 ZAR para adultos e 200 ZAR para menores de 18 anos, incluindo o passeio de balsa. Espere passar pelo menos quatro horas aqui (incluindo o passeio e indo de / para a ilha).

5. Caminhe pelas montanhas de Drakensberg

Montanhas Drakensberg, África do Sul


A região de Drakensberg, perto da costa leste, abriga a cordilheira mais alta do país, com picos verdes e acidentados, falésias de arenito e vales profundos. Existem muitas trilhas, que variam de caminhadas casuais a subidas extenuantes e muitas opções para caminhadas de um dia e de vários dias. Algumas das rotas populares incluem o seguinte:

  • Desfiladeiro do arco-íris: Trilha fácil e bonita de duas horas na área de Cathedral Peak.
  • Kop de Ploughman: Uma trilha de meio dia com uma subida íngreme, mas belas piscinas naturais ao longo do caminho para que você possa se refrescar com um mergulho.
  • Caminhada em Cadeia de Escadas: Uma caminhada desafiadora de um dia, incluindo escadas presas à face da rocha.
  • Pico da Catedral: Melhor escalada com um guia, essa caminhada pode ser dividida em dois dias com uma noite acampada em uma caverna para interromper as caminhadas.
  • Trilha da Copa do Gigante: Normalmente fazia uma caminhada de cinco dias, mas não excessivamente extenuante.

6. Veja pinguins africanos

pinguins na África do Sul


Parte do Parque Nacional da Table Mountain e a uma curta distância de carro da Cidade do Cabo, a Colônia de Pinguins de Boulders abriga vários milhares de pinguins africanos. (Curiosidade: eles também são conhecidos como pinguins burros, porque os ruídos que fazem soam como um zurro).

Infelizmente, elas são espécies ameaçadas de extinção como resultado de impactos humanos, como poluição, derramamento de óleo e destruição de habitats. Por esse motivo, você não pode andar na praia onde os pingüins se reproduzem, mas pode assisti-los nas plataformas de observação próximas. Há também um calçadão elevado que começa no Boulders Visitor Center, que permite que você chegue perto dos pinguins. Basta ter em mente que eles são animais selvagens e a praia é a casa deles, não a sua. Mantenha distância e não tente alimentá-los ou acariciá-los. Por mais fofos que sejam, ainda são animais selvagens.

8. Faça uma viagem

viagem na Rota Jardim na África do Sul


A África do Sul é um destino de viagem incrível. A rota mais famosa é a Rota dos Jardins, que o leva ao longo de falésias costeiras e através de florestas e cadeias de montanhas. Estendendo-se ao longo da costa sul-central da Mossel Bay, a oeste, até o Rio Storms, a leste, a Garden Route tem apenas cerca de 200 km de comprimento, mas está cheia de praias, lagos e lagoas.

Se você estiver se sentindo aventureiro, pode parar na ponte Bloukrans, a ponte mais alta da África, e fazer bungee jumping lá. Espere pagar cerca de 1.400 ZAR ($ 95 USD) por pessoa.

As belas praias da Baía de Plettenberg, no Oceano Índico, também são uma parada interessante da Garden Route.

Existem outras rotas populares de viagem na África do Sul, como a Rota Panorama em Mpumalanga, que serpenteia ao redor do Blyde River Canyon ou a rota Wild Coast para explorar paisagens costeiras dramáticas. Você também pode escolher uma rota de viagem que inclua vários parques nacionais, pois existem alguns espalhados pelo país onde você pode dirigir pelo parque para ver a vida selvagem.

9. Faça uma degustação de vinhos

degustação de vinhos na África do Sul


O clima da África do Sul é perfeito para o cultivo de uvas e o país produz vinhos brancos, tintos e espumantes premiados. A indústria do vinho aqui remonta ao século XVII e existem centenas de vinícolas a serem encontradas (e amostradas, é claro).

Na região de Cape Winelands, não muito longe da Cidade do Cabo, Stellenbosch possui mais de 150 vinícolas em uma área muito pequena, enquanto um pouco mais longe, Franschhoek não só tem mais de 50 vinhedos, mas também alguns dos melhores restaurantes da África do Sul. Você pode fazer um passeio pelo vinho que o levará a vários diferentes ou você pode ficar em um por uma noite ou duas (muitos têm acomodações para hóspedes).

Se você não possui um veículo e deseja fazer um passeio, espere pagar em torno de 1.000 ZAR por pessoa por um passeio de meio dia pela região e suas vinícolas. Muitos albergues realizam seus próprios passeios pela região ou têm parcerias com guias locais que também podem levá-lo. Certifique-se de procurar o melhor negócio!

10. Explore a Reserva Natural Blyde River Canyon

Reserva Natural Blyde River Canyon na África do Sul


Parada frequente no caminho de ou para Kruger, o Blyde River Canyon é o terceiro maior canyon do mundo. É particularmente exuberante e verde em comparação com o Grand Canyon e também possui falésias extremamente profundas. Existem inúmeras formações rochosas naturais e outras características naturais nesta reserva listada pela UNESCO, incluindo Pinnacle Rock, God’s Window e Bourke’s Luck Potholes. Você também pode encontrar arte rupestre antiga nas cavernas do eco.

Existem várias trilhas para caminhadas, além de rapel, mountain bike e rafting em águas brancas.

11. Ir observação de baleias

observação de baleias na África do Sul


A África do Sul é geralmente considerada um dos melhores lugares do mundo para observação de baleias. Se você estiver visitando entre junho e novembro, terá uma excelente chance de avistar baleias francas do sul, baleias de Bryde e orcas.

A cidade de Hermanus, localizada 120 km a sudeste da Cidade do Cabo, é a base de muitas das melhores empresas de observação de baleias do país. Algumas empresas conceituadas para conferir são:

  • Cartas do Sul da Direita
  • Hermanus Whale Cruises
  • Passeios Xplora

Espere pagar cerca de 950 ZAR por um passeio de duas horas. Bebidas e lanches são geralmente incluídos e descontos geralmente estão disponíveis para estudantes, idosos e crianças. reserve com antecedência, pois os passeios esgotam rapidamente, pois a janela é limitada.

13. Mergulhe

peixes tropicais na África do Sul


Se você gosta de mergulhar (ou quer aprender), vá para a Cidade do Cabo. O mergulho aqui é de classe mundial graças à mistura de correntes oceânicas quentes e frias. Aqui você encontrará praias rochosas, muitos recifes e florestas de algas. Também há muitos destroços em ambos os lados da península.

Espere pagar cerca de 1.450 ZAR por um mergulho de um tanque (incluindo aluguel de equipamentos) e 6.600 ZAR pela sua certificação PADI se você for um novo mergulhador.

Para mais naufrágios, vá para Port Elizabeth (que fica na costa entre a Cidade do Cabo e Durban). Existem vários naufrágios interessantes para explorar aqui, incluindo o Haerlem (uma fragata marinha afundada) e o Doddington (que naufragou no século XVIII). Também é uma ótima área para mergulho com tubarões.

Para algo mais exclusivo, visite Port St. Johns para testemunhar a migração de sardinha. Ocorre todo mês de junho com seis quilômetros de água com sardinha! Você pode reservar excursões de mergulho de vários dias para ver as sardinhas, com 5 a 6 dias de duração, custando 30.000 ZAR por pessoa.

A Baía de Sodwana (na fronteira com Moçambique) é outro local privilegiado para ver saudáveis ​​recifes de coral, além de muitos peixes e vida marinha.

***

Com clima perfeito, vida selvagem incrível, vinhos premiados e delícias culinárias, a África do Sul é um destino subestimado que merece sua atenção. É um país que nunca me canso de visitar e é um dos países mais bonitos que já estive. Você simplesmente não pode deixar de se apaixonar por ela – independentemente de seus interesses.

Reserve sua viagem à África do Sul: dicas e truques logísticos

Reserve o seu voo
Encontre um voo barato usando o Skyscanner ou o Momondo. Eles são meus dois mecanismos de pesquisa favoritos, porque pesquisam em sites e companhias aéreas ao redor do mundo para que você sempre saiba que nenhuma pedra está sendo deixada de lado.

Reserve seu alojamento
Você pode reservar seu albergue no Hostelworld, pois eles têm o maior estoque. Se você quiser ficar em outro lugar que não seja um albergue, use o Booking.com, pois eles sempre retornam as tarifas mais baixas para pousadas e hotéis baratos.

Não se esqueça do seguro de viagem
O seguro de viagem o protegerá contra doenças, ferimentos, roubos e cancelamentos. É uma proteção abrangente, caso algo dê errado. Eu nunca viajo sem ele, pois tive que usá-lo muitas vezes no passado. Eu uso o World Nomads há dez anos. Minhas empresas favoritas que oferecem o melhor serviço e valor são:

Procurando as melhores empresas para economizar dinheiro?
Confira minha página de recursos para as melhores empresas para usar quando você viaja! Listo todos os que uso para economizar quando viajo – e acho que eles também o ajudarão!

Procurando mais informações sobre como visitar a África do Sul?
Confira meu guia detalhado de destinos para a África do Sul com mais dicas sobre o que ver e fazer, custos, maneiras de economizar e muito, muito mais!





Vejam aqui:

quanto custa seguro viagem europa

Este post foi traduzido a partir do blog de NomadicMatt, neste link https://www.nomadicmatt.com/travel-blogs/things-to-do-south-africa/

Rolar para cima