Como iniciar um blog de viagens a partir do zero: o seu guia final!


Pergunta do leitor:

Ei Aileen, eu amo o seu blog! Eu tenho sido um seguidor por um tempo agora, então deixe-me dizer uma coisa: eu sempre gosto de ler seus posts e adoro o design do seu blog também! Continue assim, garota! Você realmente me inspira muito e agora, você me inspirou a fazer uma coisa que venho adiando há anos … Eu quero saber como começar um blog de viagens ou apenas como começar um blog. Se você não se importa, você pode compartilhar algumas dicas sobre como eu posso começar? Eu não sou tão bom com essas coisas. Não tenho a menor idéia de ser honesto e realmente aprecio sua ajuda se você tiver tempo. Muito obrigado!

Lidia da Califórnia, EUA

.

Eu recebo muitas mensagens assim, especialmente depois que eu anuncio no Facebook quaisquer parcerias recentes que este blog fez com marcas, hotéis, companhias aéreas ou conselhos de turismo – os blogs de viagens podem realmente oferecer muitos 'benefícios' e podem ajudá-lo financie suas viagens também! Então, eu definitivamente posso entender por que você gostaria de começar uma coisa semelhante por si mesmo.

Para ajudá-lo em como iniciar um blog de viagens, eu finalmente coloquei este guia passo-a-passo detalhado que não é apenas fácil de seguir, mas também fácil de entender.

NOTA: Na verdade, este guia não se aplica apenas a aspirantes a blogueiros de viagens… já que as etapas abaixo também podem ser aplicadas a outros tipos de blog que você queira começar: arte, beleza, moda, estilo de vida, fotografia, esportes, tecnologia etc.

Tenho muita experiência em configurações de blog ou de websites (já fiz parte do meu trabalho on-line) e a maioria do trabalho que fiz foi complicado … mas não se preocupe! Neste artigo, escolherei a plataforma mais fácil e eficiente para iniciantes como você. Vou até tentar o meu melhor para simplificar todos os termos e processos técnicos!

Lembre-se, porém, que, mesmo que aprender a iniciar um blog de viagens seja fácil (já que vou ajudá-lo com esse post), manter um blog de viagens é uma questão diferente – definitivamente não é uma caminhada na parque. Requer um certo nível de comprometimento e pode ser difícil, mas se você fizer certo e agir bem, pode ser um empreendimento que é realmente vale o seu tempo. Eu não posso dizer exatamente que sou um grande blogueiro de viagens, mas eu tive algumas grandes realizações que me fizeram ganhar muito conhecimento sobre esse negócio de "viagens de blog". E já que eu amo vocês, incluirei dicas de bônus neste artigo para ajudar você a colocar seu blog de viagens sob os holofotes!

Vamos começar!

NOTA: Pode ser um desafio fazer um blog de viagens se estiver tendo dificuldade em descobrir como você pode viver um estilo de vida de viagem sustentável. Caso você tenha esse dilema, não se preocupe! Basta ir e ler meus artigos anteriores abaixo e você certamente pode iniciar seu próprio estilo de vida de viagem!
Como iniciar uma vida de viagem
»5 tipos de trabalho que permitem que você ganhe enquanto viaja pelo mundo
»Dicas de economia de dinheiro para começar e viver uma vida de viagem

.

# bxtitle_1711845101.box-title.box-title-line-media .title-bar: depois,
    # bxtitle_1711845101.box-title.box-title-line-media .title-bar: antes,
    # bxtitle_1711845101.box-title.box-title-line-around .title-bar: depois,
    # bxtitle_1711845101.box-title.box-title-line-around.title-bar: antes,
    # bxtitle_1711845101.box-title.box-title-line-around h2
        border-color: # ed2665

OS PASSOS FÁCEIS DE COMO COMEÇAR UM BLOG DE VIAGEM

1

Passo 1: Encontre o seu nicho.

Como iniciar um blog de viagens

Eu posso adivinhar o que você está pensando:Mas o blog de viagens não é um nicho?"

Bem, sim, é, mas a fim de atrair um público razoavelmente bom desde o início, você precisaria se estabelecer como um especialista de um campo mais específico.

Certamente você pode falar sobre viagens como um todo, mas como um "novato", não ajuda a se apresentar como alguém que tem conhecimento sobre todos aspectos da viagemque não atrairá ninguém para o seu site, pois pode ir a sites maiores, como o Lonely Planet ou o Nomadic Matt, para dicas de viagem.

Para ilustrar isso, digamos que você começou com postagens sobre viagens econômicas … Com o tempo, você atraiu alguns leitores. Bom trabalho! Mas na próxima semana, você decide falar sobre viagens de luxo. Com esse cenário, há uma grande chance de você perder uma certa parcela do seu público-alvo e, se continuar a ser meticuloso com seus tópicos e sua experiência, continuará perdendo várias pessoas. Rápido.

Então aceite meu conselho: salve o grande mix de dicas de viagem / artigos / guias / etc. uma vez que você começa a ser um pouco maior com um público mais "entrincheirado" que está interessado em você como um blogueiro de viagens.

Por exemplo, vamos pegar meu blog "Eu sou Aileen". Inicialmente, ele se concentrou na inspiração para iniciar um estilo de vida de viagem, independentemente das circunstâncias de sua vida (isso é o que me ajudou a ganhar leitores como um blogueiro novato no passado). Hoje, concentro-me mais no meu estilo de vida de viagem sustentável e nas dicas de viagem + recursos que encontro e uso enquanto continuo minhas viagens.

Outros exemplos de blogs de viagens de nicho:

  • The Blonde Abroad – concentra-se em viagens individuais femininas depois de deixar a vida de "cubículo"
  • Viaje com a Bender – concentra-se em viagens familiares ao redor do mundo com crianças
  • Wandering Earl – concentra-se em viagens orçamentárias e um estilo de vida permanente nômade
  • The Points Guy – concentra-se em hacks de viagens impressionantes e atualizados
  • Will Travel for Vegan Food – se concentra em viajar por todo o país como um vegano

LINHA DE FUNDO: Seja um especialista em um subtema distinto de viagem. Se, no entanto, você não estiver confiante o suficiente sobre seus conhecimentos de viagem, pois ainda é novo ou ainda está no processo de planejar sua jornada, então o que você pode fazer é garantir que você tenha uma história única que fará Alguém interessado em seguir você. (Coloque-se no lugar dos seus leitores.)
.

2

Passo 2: Brainstorm um nome de blog (domínio) kickass!

Brainstorm um nome de blog

… Domínio whaaaaat?"

Para colocá-lo em palavras simples, um nome de domínio é o único "endereço" do seu blog na internet. Por exemplo, o nome de domínio deste blog é iAmAileen.com e continuará sendo meu identificador único enquanto eu continuar pagando uma taxa anual.

Sim, um TAXA. Para obter esses nomes .com, você teria que pagar – fique tranqüilo, essas coisas vêm com um preço muito barato de apenas US $ 14 ou Php 700+ por ano (sim, é naquela barato! Discutirei isso com mais detalhes no ponto 3, pois além do nome de domínio, você também precisa pagar por "hospedagem"; tenha certeza, ainda será a um preço muito acessível).

Agora que você está ciente do fato de que uma séria start-up em um blog de viagens envolveria dinheiro (assim como trabalho duro e dedicação!), Se isso vai ser apenas um hobby ou se você não é tão motivado o suficiente para Sério, você sempre pode ir para as plataformas livres como Tumblr, WordPress.com e Blogspot. Basta lembrar que, nesses tipos de blogs gratuitos, há várias desvantagens:

  1. Eles não são tão bons para as classificações dos mecanismos de pesquisa. Seu blog não será tão visível no Google, Bing, Yahoo etc., se comparado aos que têm nomes de domínio.
  2. Você não tem permissão para vender anúncios em seus sites (isso não significa oportunidades de ganhos para você), mas esses anfitriões podem colocar anúncios em seu website
  3. Eles têm plug-ins e temas limitados, coisas que você precisa para otimizar e "embelezar" seu blog
  4. Eles não são tão flexíveis. Você nunca estará no controle total; Além disso, a plataforma pode excluir seu site a qualquer momento se eles acharem que viola qualquer um dos termos do site
  5. Eles não são essencialmente "profissionais" em um sentido – os anunciantes e as marcas não estarão tão interessados ​​em fazer parcerias com você
  6. Eles levam algum tempo para digitar! Pensar: yourtravelblog.blogspot.com versus yourtravelblog.com – o segundo é melhor, certo?

É por isso que realmente ajuda a ter o seu próprio e pessoal nome de domínio + hospedagem, pois pode lhe oferecer muitos benefícios e possibilidades (por um preço tão acessível!) E poupa o incômodo de fazer transferências no futuro (de hospedado gratuitamente para auto-hospedado). Então, se você faz parte dos "determinados", vamos começar com o título / nome do seu incrível blog de viagens! Quando brainstorming para este, aqui estão as coisas que você deve lembrar:

  • Certifique-se de que é fácil lembrar – tente manter isso curto também! A maioria de nós tem períodos curtos de atenção, por isso é uma obrigação se destacar rapidamente da "multidão" para ser lembrada com firmeza. Além disso, as pessoas hoje em dia são preguiçosas, é por isso que ajuda se o seu nome não demorasse mais de 2 segundos para ser digitado. Outras coisas a tomar nota:
    • Evite hífens ou números, pois você corre o risco de as pessoas digitarem errado quando divulgam o nome do blog de boca em boca.
    • Evite palavras que não são facilmente reconhecidas ou escritas por outras pessoas (especialmente palavras que não estão em inglês, a menos que você queira se concentrar apenas no público de seu país).
    • Verifique se é bom quando combinados. Exemplo, se você escolher um nome como "Velocidade da arte"Se for esmagado como URL de um site, será semelhante a: www.speedopeidar.com – você não gostaria disso, sim?
    • Este será o nome que você apresentará aos outros no futuro, portanto, certifique-se de que é algo de que você gosta, ama e se orgulha.
  • Tente fazer com que seja relacionado a viajar. Não siga o meu exemplo, a menos que você seja realmente teimoso. (TRIVIA IRRELEVANTE: Eu decidi ficar com o título do meu blog, ‘Eu sou Aileen", Desde que eu ainda tenho esse objetivo * engraçado * de fazer de 'Aileen' um nome bem conhecido em todo o mundo que não é, de forma alguma, relacionado ao famoso assassino, Aileen Wuornos). De qualquer forma, é importante ter um nome relacionado a viagens, pois além do fato de você ter que se promover como um blog de viagens, você também precisa se preocupar com os "motores" de busca e ter um nome relacionado a viagens. melhorar o SEO de todo o seu site.

    O que é SEO?? É a abreviação de 'Search Engine Optimization' e é um aspecto importante que todo dono de site deve conhecer para aumentar o número de visitantes, assim como a visibilidade deles em mecanismos de busca como Google, Bing, Yahoo, etc. Se você quiser Saiba mais sobre isso, você pode ir para Moz ou SearchEngineLand – eles oferecem grandes cursos gratuitos para iniciantes em SEO como você!

    Algumas dicas para criar um nome de blog relacionado a viagens:

    • Tente ser único e original. Vá brincar com uma combinação de palavras; use um dicionário de sinônimos se você precisar! Misture com seu nome ou apelido. Invente uma palavra se precisar (mas certifique-se de que é uma palavra fácil).
    • Evite palavras como aventureiro, mochileiro, global, viagem, nômade ou vagar porque eles são usados ​​um MUITO. Eles são até mesmo levados por grandes blogueiros de viagens como Adventurous Kate, Nomadic Matt, Wandering Earl, etc. ter para evitar isso. Por quê? Porque você quer que as pessoas se lembrem de VOCÊ quando elas pensam em uma palavra ou frase – com certeza se você escolher 'Adventurous YourName', você fará com que outras pessoas pensem na mais popular (blogueira de viagens Kate) em vez de você, e claramente você não é bom. (Isso pode prejudicar o seu SEO também!)
    • Você pode definitivamente optar por títulos amigáveis ​​com SEO, como "Solo Backpacker", mas é tão genérico que as pessoas podem facilmente esquecer seu blog.
    • Exemplos de nomes exclusivos: apenas um bilhete e o planeta D
  • Torne isso intemporal; pense a longo prazo! Seu nome será sua marca para sempre, por isso não se vincule a uma tendência atual que está fadada a desaparecer.
    • Se você não pretende viajar como mochileiro para sempre, não escolha um nome que sugira isso, ou você achará um pouco difícil pontuar com hotéis de luxo maiores no futuro (por exemplo).
    • Não crie algo como "365 dias de viagem" se você planeja manter seu blog de viagens por mais de um ano.
    • Não use ‘Teenage Traveler’ porque, bem, você vai ficar velho… mas, novamente, pode ser bem encantador, então depende de você.
    • Considere que, se você colocar ‘The Philippine Nomad’, poderá pensar que está concentrado apenas nas Filipinas, a menos que seja sobre o assunto do seu blog de viagens.
  • Verifique sua disponibilidade. Depois de ter um nome em mente, verifique se ele está disponível como um .com address (vá para Siteground para verificar isso e não se importe com os preços que você verá lá porque, com o meu guia na etapa 3, processaremos seu domínio mais tarde; faremos essa etapa para que você veja se a sua ideia de nome está disponível ou não). Se a sua ideia ainda estiver disponível como um domínio, a seguir, você deve verificar se ela está disponível em todos os canais de mídia social para garantir que o nome de usuário ainda não seja usado. Para fazer isso com facilidade, use o site KnowEm.
  • Google sua frase. Use aspas (o nome do seu blog) para ver se alguém já usou seu nome em outro site ou se está relacionado a algum site obscuro. Se você estiver nos EUA e planeja registrar seu blog como empresa no futuro, verifique se seu nome é de marca registrada. Você pode verificar isso indo aqui.
    .

3

Passo 3: Compre o seu nome de domínio e obtenha uma boa hospedagem para o seu blog de viagens.

Melhor provedor de hospedagem

… Hospedando o whaaaaat?"

Um host ou uma hospedagem é basicamente um serviço que você precisa aproveitar para reservar sua vaga na internet. É um lugar que contém todos os dados, postagens, fotos e muito mais do seu blog. Isso significa que, quando estiver conectado ao seu nome de domínio e alguém digitá-lo em seus navegadores, sua hospedagem será a única que funcionará para exibir rapidamente seu blog para quem "chamou" por isso.

Então, onde você pode obter sua hospedagem? Existem muitos provedores por aí. Por exemplo, eu aposto que você já ouviu falar HostGator como é um dos mais populares. MAS Preste atenção ao meu conselho: não. Pegue. Eles.

Sou cliente deles há anos e encontrei muitos problemas com seus planos de hospedagem. Eles suspendem meu website sem motivo e sem aviso prévio. muuuuito muito tempo para responder, o chat ao vivo era quase como um serviço "no chat available", os tempos de carregamento do site são lentos, não importa as otimizações que eu faça, etc. etc. etc.

Foi a última gota quando eles suspenderam minha conta novamente no ano passado, então eu tomei as medidas para encontrar um melhor host – o que eu fiz de bom grado, e estou muito contente com SiteGround! Eu absolutamente recomendo-os a ninguém. Por quê?

  • Eles oferecem hospedagem de qualidade por um preço muito acessível. Um outro provedor de hospedagem que eu estive considerando foi BlueHost mas descobri que eles estão relacionados à HostGator (eles são de propriedade da mesma empresa), o que reduziu minha confiança neles. Eu até ouvi falar de amigos que tiveram problemas com o BlueHost de repente, etc. Então, por causa disso e mais, eu decidi não ir com eles. SiteGround, por outro lado, raramente tem tempos de inatividade! Eles têm excelentes protocolos de segurança, tempos de carregamento extremamente rápidos para websites, e meus amigos blogueiros de viagens também recomendam isso. O que é mais é que eles são mais barato que o BlueHost! Para um plano básico no SiteGround, só pode custar $ 3.95 (Php 175 +) por mês! Você está animado ainda? Eu sou para você!
  • Eles são fáceis de usar e são amigáveis ​​para iniciantes. Sua interface é perfeita e clara. Além disso, eles têm uma base de conhecimento grande e fácil de entender, repleta de recursos que podem responder a qualquer pergunta que você possa ter. De outra forma…
  • Eles têm surpreendente serviço ao cliente. Você pode apenas perguntar-lhes qualquer coisa e eles farão o seu melhor para ajudá-lo – o mais rápido possível. Na verdade, eles são a equipe mais receptiva que já encontrei! Eles também têm um recurso "Chat ao vivo de 24/7" e, diferentemente do HostGator, eles praticamente não têm tempo de espera. Eu nunca tive que esperar por muito tempo.

Começar com SiteGround, basta seguir as etapas na seção expansível abaixo.
(Para ver a seção, basta clicar no símbolo "+‘- Eu fiz desta maneira desde que as etapas são longas e eu não queria que ocupasse muito espaço nesta página.

»Como comprar um nome de domínio e um plano de hospedagem acessíveis com o SiteGround! (CLIQUE PARA EXPANDIR A SEÇÃO)

# 1. Vá para SiteGround e inscreva-se através esse link – vai te dar um doce 50-60% OFF desconto no preço normal! Basta percorrer a página e você verá os seguintes planos:
Hospedagem Barata

# 2. Escolha o melhor plano para voce! SiteGround oferece Hospedagem Compartilhada como uma das suas características básicas e eles têm três tipos para isso. Dependendo de suas necessidades, você pode escolher:

  • O StartUp – uma boa escolha para você, se você quiser um plano muito básico para apenas um site
  • O GrowBig – Um ótimo valor para o plano de dinheiro que inclui a opção para vários sites; isso já inclui ótimos recursos iniciais, como Suporte Premium, Backup Diário, SuperCacher e mais, o que melhorará muito sua experiência
  • The GoGeek – perfeito para você, se você planeja ser grande como um blogueiro, já que esse plano oferece muito mais recursos PREMIUM e mais desenvolvimentos "nerds" (se você quiser montar uma loja ou um site de e-commerce mais tarde, este plano é o melhor adequado para isso também)

Pessoalmente, tenho um plano da GoGeek não apenas porque queria que minha hospedagem acomodasse o tráfego do meu blog, mas também porque sou um desenvolvedor da Web + designer, por isso hospedo muitos outros sites não apenas para mim, mas para meus clientes. (Fique certo, se você alguma vez for waaaay maior no futuro, você pode sempre atualizar até mesmo para o Nuvem ou Servidores dedicados planos que Siteground tem!)

Depois de decidir o plano desejado, clique no botão correspondente "Iniciar"

# 3. Isso levará você para a página do pedido. O primeiro passo para isso é comprar o nome de domínio que você pensou! Primeiro, certifique-se de selecionar “Registre um novo domínio”. Digite o nome do seu blog sem espaços e, na lista suspensa ao lado, verifique se você selecionou .com. (Você pode definitivamente selecionar as outras extensões como .info, .net, etc, mas eu sempre recomendo que você use um .com. Agora clique em "Prosseguir"

Como começar um blog

NOTA: Se esta página que pede o nome do seu domínio não aparecer durante o processo do seu pedido, não se preocupe, ele será exibido mais tarde durante o "Assistente de configuração do site" (discutido em alguns momentos). Aparentemente, as páginas de pedidos tendem a mudar de layout dependendo da sua localização.

Enquanto isso, se você já tem um nome de domínio registrado em outro lugar ou se você já tem um site existente, transferi-lo para o SiteGround também é GRATUITO assim que você se inscrever.

# 4. A próxima página será a seção de faturamento. Basta preencher as caixas com as informações da sua conta em Informação ao cliente e insira os detalhes do seu cartão de crédito em Informação de pagamento. Na parte inferior, você verá o Compra Seção de informações:
Página de cobrançaAs coisas que você tem que tomar nota aqui é primeiro, o "Período". Se você tem dinheiro para gastar, sugiro que você escolha a opção de 36 meses na seleção suspensa, já que é o plano máximo que você pode obter, com 60% de desconto (após o 36º mês, conforme você renova, você ainda terá um desconto, mas será muito menor). No entanto, se você não puder pagar a conta total por um período de 36 meses, o 12 meses opção deve estar bem para começar. (Esse é um esquema de desconto comum em todos os provedores de hospedagem; a diferença é que com o SiteGround, ele já oferece um enorme desconto padronizado para qualquer período de tempo, enquanto outros provedores só dão um grande desconto se escolher o período mais longo).

Segundo e último a tomar nota: as duas caixas de seleção que eu destaquei acima. Você pode encomendar estes extras para proteger melhor seu website:

  • Privacidade do domínio: selecione essa opção se quiser proteger suas informações pessoais na Web (especificamente seu nome e endereço que você inseriu na seção Informações de contato)
  • Monitoramento HackAlert: para proteção adicional contra malware, hacking e muito mais – esse é um extra que você gostaria de aproveitar.

Por fim, depois de decidir quais os extras que você deseja aproveitar, clique em "Pague agora". Depois que isso for processado, você agora terá sua conta de hospedagem configurada.

… Mas ainda não terminamos. Continue lendo para a próxima etapa que vai te ensinar como colocar o seu blog através do WordPress!

.

4

Passo 4: Instale o WordPress (BONUS: Saiba como criar seu próprio e-mail de domínio também!)

Instalar o WordPress

Eu estou falando sobre WordPress.org, que é diferente da plataforma livre, WordPress.com. Agora não se preocupe, pois vou orientá-lo bem sobre como instalar isso em sua hospedagem em SiteGround; lembre-se que o WordPress.org é seu salvador e é a melhor plataforma para iniciantes como você – na verdade, ele é usado por grandes sites como a BBC, a CNN e o New York Times!

Como instalá-lo? Basta seguir as etapas na seção expansível abaixo.
(Para ver a seção, basta clicar no símbolo "+‘- Eu fiz desta maneira desde que as etapas são longas e eu não queria que ocupasse muito espaço nesta página.

Como instalar o WordPress facilmente! (CLIQUE PARA EXPANDIR A SEÇÃO)

# 1. Depois de fazer seu pedido anteriormente, você deve ter recebido uma notificação por e-mail confirmando seu registro com SiteGround. Haverá também um email separado que lhe dará os detalhes do seu nome de usuário e senha. Em cada um desses e-mails deve haver um link que diz "Minhas contas". Clique nisso (ou simplesmente vá para SiteGround e faça o login).

# 2. Depois de fazer o login no SiteGround pela primeira vez, você verá uma página parecida com a abaixo. É chamado como o Assistente de configuração de sites.
Como instalar o WordPressCertifique-se de selecionar “Comece um novo site” e WordPress como o software – este processo de instalação fácil é ótimo, pois poupa o trabalho de passar pelo lado mais técnico das coisas.

Abaixo está a seção onde você irá criar seus detalhes de login no WordPress para o seu blog de viagens. Primeiro, insira seu endereço de e-mail pessoal que será anexado à sua conta do WordPress. Em segundo lugar, crie um username – Sugiro que você não use nomes de usuário fáceis, como "Admin". Escolha um nome de usuário exclusivo para impedir qualquer hacker que queira fazer login no seu blog. Em terceiro lugar, crie um senha – Torne-o o mais complicado possível, muito parecido com o seu nome de usuário, mas certifique-se de que é algo que você vai lembrar, pois você o usará sempre que fizer login no seu blog WordPress.

NOTA: Se no caso de o SiteGround lhe mostrar uma página perguntando se você gostaria de escolher e pré-instalar um tema WordPress gratuito ou pago (layout de design do seu blog), eu recomendo que você não selecione nenhuma dessas opções e simplesmente escolha isso. pré-instala um tema WordPress padrão simples para você.

Quero que você faça isso, pois há muito mais temas on-line melhores que você pode escolher e discutirei mais detalhadamente no # 5 do guia passo a passo deste artigo. (No entanto, se você estiver amando um determinado tema aqui na página da SiteGround, sinta-se à vontade para selecioná-lo para que ele seja instalado).

Além disso, como mencionei anteriormente, caso o processo da sua página de pedido não mostre a seção de registro de domínio, ele deve aparecer a essa hora, parecido com o abaixo.

Começando um Blog

# 3. A próxima página lhe dará a confirmação da sua configuração do WordPress, juntamente com os detalhes do URL de login do seu blog. (marque isso no seu navegador para que você não precise digitá-lo sempre), bem como o nome de usuário e senha que você definiu anteriormente.

Aaa e woop, Parabéns! Agora você tem seu blog de viagens .com funcionando! Próximo up – aprimorando e projetando!

O WordPress é bastante simples e é muito fácil de usar, mas se você precisar de guias sobre como usá-lo, você sempre pode conferir o tutorial do FirstSiteGuide ou o próprio WordPress.org. (Caso contrário, você sempre pode iniciar uma conversa com SiteGround usando o recurso "Bate-papo ao vivo" e seus representantes sempre podem ajudar a orientá-lo sobre seus problemas).

BÔNUS: Para ajudar você a se parecer com um blogueiro de viagens "profissional" e sério, é necessário ter seu próprio e-mail .com fácil de configurar com o SiteGround. Basta seguir os passos abaixo!

»BONUS: Como criar o e-mail personalizado do seu domínio! (CLIQUE PARA EXPANDIR A SEÇÃO)

# 1. Certifique-se de ter uma conta do Gmail, pois neste guia, ajudarei você a criar um e-mail personalizado para o seu domínio, no qual todas as mensagens recebidas e enviadas poderão ser manipuladas apenas por sua conta do Gmail.

# 2. Vá para a Área do usuário do seu SiteGround (que deve estar localizada aqui) e clique na guia: "Minhas contas". Aqui, você verá um botão vermelho no topo que diz: “Vá para o cPanel” clique nele e um pop-up aparecerá. Basta clicar "Prosseguir".

# 3. Role para baixo e encontre a seção abaixo: "Enviar" e depois clique em "Contas de e-mail".
Email do cPanel

# 4. Para O email, você é livre para escolher o nome que quiser. Exemplo, pode ser informação para [email protected], ou seu nome, etc. Quanto ao senha, não precisa ser muito complicado, só precisamos deste para a configuração com sua conta do Gmail, então tome nota disso. Uma vez feito, clique "Criar Conta em portugues-Brasil" e é isso!
Site de configuração de e-mail

# 5. Vá para sua conta do Gmail. Clique no ícone de engrenagem no canto superior direito e, na lista suspensa, selecione "Definições".

# 6. Selecione os "Contas e Importação" aba, localize o “Verifique o e-mail de outras contas (usando POP3):” seção e clique em “Adicione uma conta de e-mail POP3 que você possui"

# 7. Um pop-up deve aparecer. Digite o endereço de e-mail completo que você configurou no SiteGround (exemplo: [email protected]) e clique no botão "Próximo passo".

# 8. Preencha os campos:
Nome de usuário: [email protected]
Senha: (a senha que você configurou na etapa 4 acima, em SiteGround)
Servidor POP: am20.siteground.biz
Porta: 995
Para as 4 caixas de seleção abaixo, marque apenas: Sempre use uma conexão segura (SSL) ao recuperar mensagens
Configurar o GmailClique "Adicionar Conta"

NOTA: Para Servidor POP, verifique sua conta do SiteGround, pois esse detalhe pode variar conforme o seu plano e localização. Para verificar isso, sob suas contas de e-mail no seu cPanel, clique em “Mais"No e-mail correspondente que você criou e selecione"Configurar o cliente de email“.
Email POP3

Uma nova página mostrará os detalhes da sua configuração de email. Role para baixo para ver a seção “Configurações manuais”E aqui você verá os detalhes do seu servidor. Qualquer informação que você vê na seção destacada na imagem abaixo deve ser os dados que você usa para o servidor POP.
Siteground POP

# 9. A próxima janela perguntará se você gostaria de enviar e-mail como [email protected], vá e clique "Sim, quero poder enviar e-mails como …" Esta configuração permite-lhe escrever mensagens no seu Gmail utilizando o seu email .com personalizado; Então, na próxima página, digite seu nome completo no "Nome" campo e, em seguida, marque a caixa “Tratar como um alias”. Clique "Próximo passo".

# 10. Preencha os campos novamente, mas com as informações abaixo:
Servidor SMTP: am20.siteground.biz
Porta SMTP: 465
Nome de usuário: [email protected]
Senha: (mesma senha de antes)
Selecione “Conexão segura usando SSL (recomendado)”
Conexão SMTP do GmailClique "Adicionar Conta"

NOTA: Para Porta SMTP, lembre-se da minha nota no passo # 8. Use os dados que você vê nos detalhes de configuração do seu email. (Geralmente, são os mesmos dados que você digitou para o seu servidor POP).

# 11. A próxima página deve ficar assim:
Verificação do GmailPara esta confirmação, você deve receber um e-mail na sua conta do Gmail (pode demorar um pouco para chegar na sua caixa de entrada, então seja paciente). Depois de receber o email de confirmação, para verificar, você pode clicar no link de confirmação ou inserir o código de confirmação na janela pop-up ainda aberta. Eu aconselho que você faça o método de código – após o código na caixa, clique em "Verificar" e… você é FEITO! Agora você tem seu próprio e-mail personalizado para o seu nome de domínio!

.

5

Etapa 5: escolha um tema, personalize seu site e adicione plug-ins!

Temas do WordPress

Hora de fazer seu blog brilhar, identificável e incrível!

»Onde obter ótimos temas do WordPress?

Para os gratuitos, você pode encontrá-los em:

  • WordPress.org – Basta acessar o WordPress Dashboard do seu blog (http://yourtravelblog.com/wp-admin/). Na coluna da esquerda, clique em "Aparência> Temas> Adicionar novo e você verá uma lista enorme de temas gratuitos que você pode instalar em seu blog
  • Temas Fab
  • Top WP Temas

If you’re still not satisfied with these free themes, you can always buy premium (paid) themes that almost always have better features and customizations. The most popular sites out there for this are:

  • Creative Market
  • Yith Themes
  • Elegant Themes
  • Theme Forest

» I’d like to have a nice logo, how can I make one?

If you can’t make one for your own through Photoshop, I can make one for you! Like I’ve mentioned beforehand, I am a web + graphic designer and I’ve actually been doing this ever since I was 13 years old. If you want to see samples of my work, simply go here and then let me know if you want to work with me. Otherwise, if you really want to make it yourself but you’re not good with Photoshop, there are websites below where you can make your own logo with ease:

  • Square Space
  • Logo Garden

Or better yet, have you heard of Fiverr? It’s this awesome site where everyone offers every kind of service there is for only $5 (Php 220+)! There are some bad ones but there are good ones too, and it’s easy to weed out the ones that don’t give quality work.

» What are WordPress plugins? Do I need them?

Oh yes, you do! They will help a lot in spicing up your site — just think of them like apps that will help your travel blog perform and look better. To start, below are the free WordPress plugins that I recommend which you can easily add to your blog by going to your Dashboard: click ‘Plugins > Add New‘. In the search box, type the plugin names below and click ‘Install‘ as needed.

  • Akismet – protection from comment spam
  • Jetpack – offers a TON of features, some of which I love are the ‘Site Stats’ and ‘Related Posts’
  • WordPress SEO by Yoast – helps optimize your site for Google and if you ever need help, the creator’s website has several tutorials that can help you manage your SEO well
  • WPTouch – only if your theme is not responsive (or mobile-friendly) this is the plugin for you!
  • Google Analytics – this is an important thing for you to set up! Google Analytics (GA) is a powerful tool that helps measure and analyze your blog’s traffic; in the future, advertisers would need data from this platform. So first, you need to register with GA and then install this plugin to easily integrate GA’s tracking with your website.

TIP: If you plan to add more plugins than these, try not to install too many since it can slow down your website.

Speaking of plugins, ensure that you also do the following:

  • Take advantage of SiteGround’s speedy loading time by activating their FREE ‘SuperCacher‘ plugin. To enjoy this feature, make sure that you enable ‘Static Cache’ by following the instructions on this page. After which, you should enable ‘Dynamic Cache’ (follow the steps here).
  • Lately, Google is starting to prefer websites who are set to “https” — which signifies that you have a secure website. To enable this for FREE on your domain, just follow the steps here. If you ever encounter any problems, feel free to chat with the SiteGround team and they’ll be more than happy to assist you.

.

6

Step 6: Create the ‘basic contents’ and start an email list.

Create an Email List

» What do I mean by basic contents?

Other than the articles or blog posts that you will be making in the future, I need you to first establish the following:

  • Pages. Apart from your ‘blog’ section (which lists out all your current posts ) you need the other standard ones, namely the pages for:
    • About – introduce yourself, better if you can make it very engaging in order to make people quer to follow you.
    • Contact – it can show your email and social media channels, or you can opt to put up a form using the plugin Contact Form 7.
    • Disclaimer, Privacy Policy, or Terms of Use – to protect your rights and affirm your protection from any liabilities as an online blogger; you can find a sample of this on Y Travel’s blog
    • Others – as you grow, you might need other pages like what my blog has (example: Archives, FAQ, Press, Travel Destinations, etc.) and it’s totally up to you if you want these or not.
    • To learn more about pages, check here.
  • Footer. This is the bottom part of your page and you can do whatever you want for this. Some people simply leave it blank, while others include things like ‘As Seen On…‘ (which I also have). If you want more inspiration for stuff to display here, simply browse through other travel blogs for ideas.
  • Sidebar. Typically appears beside your blog posts/articles (or even your pages too if you choose so). To control the contents that will show here, you just have to access your widgets section at Appearance > Widgets. For this, try to put your:
    • About – Make it very brief or catchy, and then include your photo on it along with a link that leads to your about page.
    • Newsletter – Encourage people to subscribe to your updates, this can be made possible if you sign up for MailChimp (which I will discuss below). After your registration, display a newsletter sign-up widget on your sidebar by installing this plugin.
    • Social Links – Promote your social media accounts! You can choose to show big boxes like this one by Facebook or you can use icons that would link to your account by using a plugin like this.
    • Popular Posts – to help direct your readers to your other articles, download this plugin and display its widget.

» How to start a travel blog email list and why is this important?

Like what I’ve mentioned above, you can create your own mailing list or newsletter with MailChimp which comes FREE with a maximum number of 2,000 subscribers — a pretty good deal!

It is important to have this because though people commonly use social media, they still use their emails too and prefer to be notified or updated through it. For this reason, you should take the chance and create one! Besides, it will help a lot in the future whenever you will have giveaways, contests, or products to promote since you can also track email opens, conversions, and more!

ANOTHER OPTION: You can try Aweber which is a lot cheaper than MailChimp especially if you hit the 2,000th mark! However, at the very start it wouldn’t come free — you will only have a 30-day trial, after which, you’ll start paying for your ‘plan’. The costs are cheap though especially if you’re starting, but if you’re a cheapskate like me, MailChimp can already be a good start!

.

7

Step 7: Time to secure your name on social media channels.

Social Media

This is a vital step! Sure, your blog can grow by itself… BUT that will take a loooooong time. If you want to usher your success faster, start being ‘social‘ online. With your blog name, quickly register it on the big social media platforms like Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest, YouTube, and Google+

NOTE: Better to create a page for Google+ since a personal profile will typically use your full name, whereas for pages, it gives you more of the ability to create it with your blog name and thereby resulting to a suggested URL from Google that’s close to your blog’s title.

TIP: Try to keep the usernames the same as your domain name. I have actually made you check this beforehand in step #1 because it’s definitely easier for your current and potential followers to access your profiles in this way. Don’t follow my example… I happened to be too late on the Instagram hype that by the time I registered, someone already had my username ‘iAmAileen’ so I ended up going for i_am_aileen *sad face*
.

8

Step 8: Start creating your content.

Create Great Content

Some factors to consider:

  • Create original and engaging content. Your first post can be about who you are, where you are, what you aim to do etc. If you still haven’t started traveling yet, it will be awesome if you can start to talk about your plans and how you aim to achieve it; make your audience a part of your journey by sharing your whole experience right from step number one! Once you start hopping around the globe, your posts can be about current/future trips, travel tips, inspirational articles, and more — all depending on the niche that you have decided to concentrate on.

    If you want to know more article ideas, you can refer to Girl VS Globe’s 50 Travel Blog Post Ideas!

  • Try to post regularly. It does not only keep your readers updated but it also helps your Google rankings (as it will notify the system that you post regularly). I recommend posting at least 3 times a week; but eventually, you will get a feel of the number of times that you have to update so this frequency can go higher or lower. For instance, some bloggers have marketed themselves as Thursdays-only and that is quite a clever way to keep your readers coming back on a certain day.
  • Quality is sempre better than quantity. Tons of content won’t matter at all if they’re not good nor meaningful. So how can you make great content? Through practice and research.
    • Keep writing – you’ll eventually find your own blogging style and voice
    • Ask other people’s opinion before posting – it can be family or friends
    • Try to see what the other big bloggers are doing – draw inspiration from them!
    • Ultimately, just tackle the topics that you would personally want to read or know about if you were to place yourself in the shoes of your readers.
  • Remember that success through your content won’t happen overnight. It will take time and you need to have patience. Like most success stories, you must have the commitment and drive to stay dedicated to your cause. Take my example: last September 2014, after I stabilized my travel lifestyle, I relaunched this domain — I started from the ground up to make it focus solely on travel and inspiration. It has been 6 months since then and even if I have managed to snag big deals with influential brands and got featured in huge online websites, I still think that I am still on the ongoing process of making this blog successful. Day by day, it really involves a certain degree of hard work and if you can find a balanced system for improving your blog, the results can be very rewarding.

For more information on how you can create great content, see FirstSiteGuide’s tutorial.

NOTE: If you have set up a blog before in Blogspot/Blogger, you can always import your old posts to your new WordPress.org blog. Simply follow the instructions in this page. Though if you have rather set up a blog previously with the free platform WordPress.com, Siteground can easily import your posts for you so no worries there! Just contact them about it.

.

#bxtitle_517893644.box-title.box-title-line-middle .title-bar:after,
    #bxtitle_517893644.box-title.box-title-line-middle .title-bar:before,
    #bxtitle_517893644.box-title.box-title-line-around .title-bar:after,
    #bxtitle_517893644.box-title.box-title-line-around .title-bar:before,
    #bxtitle_517893644.box-title.box-title-line-around h2
        border-color: #ed2665

BONUS GUIDE STEPS

9

Step 9: Promote your travel blog’s name and articles.

Promote Your Blog

As a beginner, I know how hard it can be to figure things out. So in order to aid you further into this ‘online abyss’, here are tips on how you can promote your blog in order to build an audience and create a dedicated network!

» Via Social Media

  • I have made you sign up to all those social media channels, but it doesn’t entirely mean that you have to be fiercely active across all platforms. You can post to all of them of course, but sometimes, it’s best to focus only on a top 3! So why did I make you register to ALL those social media channels? At the beginning, I need you to play around with all of them, and as you continue to blog and share your posts through these channels, you will eventually figure out the top 3 channels that you need to focus on. In time, you will also gauge the best times for sharing as dependent on your followers’ behavior and more.
  • TIP: Feel free to survey the other successful Facebook pages related to your niche so you get to have an idea about the kind of posts that work for them. It also helps to create a schedule or checklist so you are focused on the social media sharing that you have to do after every blog post. You can even try approaching big Facebook travel pages to ask if they are willing to share your post!
  • For more information and tips on social media, you can check out Legal Nomad’s post.

» Via Online Communities

  • Join forums and groups online that will give you the chance to interact with fellow bloggers. The ones I highly recommend can be found on Facebook and are listed here:

    » READ: Best Facebook Groups Travelers & Travel Bloggers Should Be a Part Of

  • Connect with travel bloggers! Don’t be shy, most of them want to connect with you so feel free to message them. (Don’t be shy in messaging me too!) Otherwise, you can comment on their blog posts to build rapport, relationship, and engagement.

» Via Contributions or Guest Posts

  • Try to find bloggers who are open to collaboration posts, guest posts, or interviews (sometimes these opportunities can be seen in the Facebook group I previously mentioned or you can simply browse a travel blogger’s website to see if they are open to these kinds of things — send them an email if needed). For instance, some of my interviews on other famous blogs of other travel bloggers have happened after I reached out to them (example was my interview with Nomadic Matt).
  • Consider submitting content to bigger websites like Thought Catalog, Matador Network or Huffington Post. Trust me on this one: if you become very active in pitching your unique story or experience to big websites like these, you will easily skyrocket to online fame! To search for more websites that are open to article submissions, just search for them through Google. Be mindful though that there are websites that can be tough to ‘get into’ but it’s always worth a try to get your name or face out there.

For other ways to promote your content, see FirstSiteGuide’s tips. Otherwise, do you want me to promote you on my sidebar? See here for more details.
.

10

Step 10: Monetize your travel blog and reap the rewards!

Monetize Your Blog

One of the advantages to creating a blog and owning it? The numerous opportunities and ways for making money! I clearly started this blog as a hobby (and more of a personal diary; which you will see if you scour the far pages of this website) but after redefining my brand, I started to get recognition, I started to earn a bit and eventually the opportunities that I gained have helped me in one way or another to fund my travels — to sum it up, this took me months.

So starting now, it’s a good reminder that earning from your new travel blog can be very difficult at first since most advertisers are hungry for high traffic websites — yours won’t really jump to that kind of level so quick, especially at the start, because traffic takes time. However! It doesn’t hurt to start early and one of the best ways to get money as a newbie is through:

  • Affiliate Sales. This allows you to earn a commission if your reader chooses to purchase another brand’s products or services through your specialized links. Since your blog is about travel, try signing up for related companies like:
    • Agoda – for hotel bookings [x]
    • Lonely Planet – for travel guides and eBooks [x]
    • Amazon – for travel gear, etc.

TIP: As you’re still starting, please don’t go overboard in monetizing your blog, or else, some of your readers will be put off by let’s say, the gazillion of banners that you will be putting up on your site. What can you do then? Take it slow, be picky, and only put up the kind of ads that can best fit your audience.

Over time, once you have enough posts, start to get a bit of decent traffic, and have established your ‘authority’, you can start to do the following:

  • Earn through Google AdSense (for pay per clicks) or Mad Ads Media (for pay per views)
    NOTE: If you focus on doing travel vlogs (video blogging), YouTube’s partner program works alongside Google AdSense for monetization, so make sure that you enable that.
  • Sell your own ad space on your travel blog
  • Sell eBooks, consultation/coaching, or other travel-related products
  • Sell your services for social media promotions
  • Do sponsored posts or paid reviews (on products, services, etc.)

Finally, this isn’t exactly ‘monetization‘ but gaining free or all-expense-paid trips are one of the benefits that you can get from travel blogging. Once you have earned a good amount of readership (as evidenced by your website’s stats and social media followers) you can use this data to pitch your blog’s influence to hotels, tourism boards, airlines, and more!

Be aware though that this can be very tough and that more often than not, you will receive a reply that basically says NO to your proposition — but hey, what will you lose by that? Nothing! (You’ll just feel that tiny pang of disappointment that they didn’t like you… and well, you can handle that, right?) Besides, even if they say ‘no’ at first, you’re free to re-try again as long as you make your pitch better (find out what they’re looking for, state what you can offer in return, etc.)

Here are some tips when contacting brands:

  • Sign up for the Gmail extension: Sidekick! Make sure that you register through this link so you can avail the sign-up bonus that includes a 1-month package of FREE unlimited notifications — don’t worry though because after that, your account will still stay free. You’ll only just be limited to 200 notifications a month, which is still technically good! Now why am I recommending Sidekick? Because it notifies you whenever someone opens or clicks on a link on your email, and that helps a TON! For one thing, it will aid you in estimating the time that you can send another email follow-up. (For example, since you clearly know that they opened your email, you can try following up 3 days after they opened it; otherwise, if they haven’t opened it at all, a good rule is to follow up after a week the first time you sent it with a max number of follow-ups at 3).
  • As long as you have an engaged audience, you’re good to pitch! There really is no magic number to knowing how big you have to be in order to be ‘eligible’ enough to pitch with brands; but I guess… surely a monthly visit of 1,000 and a total of 100 social media followers won’t do the trick. Anyhow, what’s mostly important in order to ace a partnership or sponsorship is to show that you have an acionado audience, and that you have a blog that is fit for the brand’s needs.
  • Do your own research. Find the appropriate marketing or press contact(s) on the website. If you really can’t find one, simply contact the generic address on the website to ask for the correct email that you can send your message to (or send them a message via their social media page). You can also simply write your proposal and ask them to forward it to the right person!
  • Target brands that are evidently concerned about social media. It helps to partner with brands that are active on social media because that gives you the assurance that they are interested in growing their online followers (which you can try and help them with).
  • Be convincing, direct, and honest. Be clear about your request right from the subject and first sentence of your email. Assure them on how you can grow their customer base or online exposure — basically on HOW you can help them. If you have a unique campaign that you think you can tailor well to their product/service, then don’t be afraid to pitch it! If I may add, it also helps to have a media kit to quickly show your website’s stats. (See media kit examples here).
    • If you’re not good with Photoshop, try out Canva.com which is very easy to use even if you’re not good with graphic design. You can also just hire people to make it for you — like me!. My site’s design here is one example of how I usually do my web design work, otherwise, you can visit my portfolio page.

NOTE: Don’t go crazy! Don’t pitch to every company that you know of. You still have to make sure that the company that you are trying to partner with is relevant to your blog.
.

#bxtitle_1831139047.box-title.box-title-line-middle .title-bar:after,
    #bxtitle_1831139047.box-title.box-title-line-middle .title-bar:before,
    #bxtitle_1831139047.box-title.box-title-line-around .title-bar:after,
    #bxtitle_1831139047.box-title.box-title-line-around .title-bar:before,
    #bxtitle_1831139047.box-title.box-title-line-around h2
        border-color: #ed2665

OVERALL

Como iniciar um blog de viagens a partir do zero: o seu guia final! 1

How to Start a Travel Blog

I tried my best to be as detailed as I could and I dearly hope that this helps you learn how to start a travel blog successfully. Good luck!

P.S. Please feel free to message me if you have any questions. I would love to help you out for as much as I could. I’m not a ‘big’ travel blogger yet but I’m trying to make my way there, and in the spirit of sharing (since I perfectly know that this journey can be really hard) these are tips that I have learned over the years that helped usher my mini achievements — which I hope would help you too!

Disclaimer: Some of the links on this article, ‘How to Start a Travel Blog’ are affiliate links. This means that if you click on a link and purchase any of the products/services that I recommended, I will then receive a small commission that is at NO extra cost to you. Still and the same, I only recommend brands that I personally use or believe in that have helped me in my blogging career. Hope you enjoyed this ‘How to Start a Travel Blog’ post!

How about you?

  • If you’re a newbie, did you find this post helpful? What other things would you like to know on how to start a travel blog?
  • If you’re an experienced travel blogger reading this post, do you have any other ideas to contribute on how to start a travel blog? I (we) would love to hear them!

Did you like this article? Follow me on Facebook, Twitter, Instagram, or YouTube and be notified about my newest posts and updates!

The post How to Start a Travel Blog from Scratch: Your Ultimate Guide! appeared first on I am Aileen.



Não percam também:

seguro viagem estados unidos

Este post foi traduzido a partir do blog de Aileen, neste link https://iamaileen.com/how-to-start-a-travel-blog-from-scratch-ultimate-guide/

Sending
User Review
0 (0 votes)

Deixe uma Mensagem