A Kate aventureira contém links de afiliados. Se você fizer uma compra através desses links, receberei uma comissão sem nenhum custo extra para você. Obrigado!

Depois de passar dois meses morando em Mérida e anos de viagens pela Península de Yucatán, finalmente montei o melhor itinerário por duas semanas no México.

A maioria dos viajantes vai ao México para ficar na praia por uma semana, talvez faça uma excursão a uma ruína ou a um cenote e vá direto para casa.

E sim. Isso pode ser divertido. Mas você pode fazer MUITO melhor do que isso !!

O México é um dos meus países favoritos. É absolutamente repleto de cultura e música, comida fantástica e as pessoas mais agradáveis ​​e gentis. É diverso em experiências e é tão muito mais do que aquilo que a maioria das pessoas pensa que é.

Você pode olhar para este itinerário e pensar: “Sabe, eu já estive em Playa del Carmen antes. Eu também fiz Chichén Itzá. Vale a pena voltar para a mesma região? ”

Sim. Vale a pena. Porque o Yucatán é MUITO mais do que apenas praias e ruínas. Além disso, quando você faz isso sozinho – em uma viagem por estrada ou mesmo de transporte público – é muito mais gratificante do que ficar em um resort e viajar em passeios.

Mesmo se você já esteve em um resort na área de Cancún-Playa del Carmen-Tulum, encorajo-o a dar uma chance pela viagem pela Península de Yucatán. Esta é uma parte fantástica do México.

Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 1
Se você estiver passando duas semanas no México, não perca Valladolid!

Duas semanas no México

Se você tem duas semanas no México, pode seguir várias direções diferentes. Sinceramente, passei meses no México e minha lista de lugares em que ainda não estive (Baja! Guanajuato! El Chepe!) Tem quilômetros de extensão.

Mas a Península de Yucatán é ótima porque é fácil para todos os tipos de viajantes, mas diversa e satisfatória o suficiente para viajantes experientes.

Você voará para Cancún, um aeroporto fácil com muitos vôos. Você dirige em boas estradas. Você visitará destinos acostumados ao turismo, mas não com excesso de turistas.

Como é essa parte do México? Em duas semanas na península de Yucatán, você pode ver lugares tão variados quanto estes:

Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 3
Manguezais de Celestún
Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 5
Hecelchakán, perto de Campeche
Kate nadando no cenote azul brilhante de Noh Mozon
Cenote Noh Mozon, o cenote mais impressionante do Yucatán
Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 7
Mansões no Paseo Montejo, a rua mais elegante de Mérida
Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 9
As misteriosas ruínas de Uxmal
Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 11
A ensolarada cidade amarela de Izamal
Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 13
As praias brancas e cheias de conchas do Golfo do México

De forma incomum, este itinerário no México NÃO inclui Cancún, Playa del Carmen ou Tulum. Quase todos os itinerários de viagens em Yucatán incluem pelo menos um desses destinos como escala. Não dessa vez.

Por que não os incluo? Porque existem lugares melhores para ir.

Meu objetivo, hoje e sempre, é garantir que você tenha a melhor viagem possível. Esses três destinos estão superlotados e caros. Você não precisa ir lá apenas porque todo mundo faz, mas ainda fica na praia.

Esta viagem de duas semanas para o México é muito importante! Uma das ilhas mais legais do mundo, uma cidade grande com muitos restaurantes, ruínas maias antigas, cenotes subterrâneos em azul neon, praias de areia branca e fina e o Lago das Sete Cores.

Mapa da viagem por estrada Yucatán

No mapa acima, você pode ver a rota de condução que você seguiria nesta viagem. Os destinos em azul são onde você passaria a noite; os destinos em laranja são opções de excursão diurna.

Aqui estão as duas semanas no itinerário do México que eu recomendo:

  • Dia 1: Chegar em Cancún Airport, dirigir para Chiquilá, barco para Holbox
  • Dias 2-3: Holbox
  • Dia 4: Dirija de Holbox para Río Lagartos
  • Dia 5: Rio Lagartos e Las Coloradas
  • Dia 6: Dirija de Río Lagartos para Valladolíd
  • Dia 7: Dirija de Valladolíd para Mérida através de Chichén Itzá, cenotes e Izamal
  • Dias 8-10: Mérida e passeios de um dia
  • Dia 11: Dirija de Mérida para Bacalar
  • Dias 12-13: Bacalar
  • Dia 14: Dirija de Bacalar para Cancún Aeroporto
Pessoas se preparando para assistir o pôr do sol no bar Zomay em Holbox.
Zomay é um local popular para pôr do sol em Holbox.

Dia 1: Chegada a Cancún, siga para Holbox

Após a chegada, pegue seu carro alugado e siga para a cidade de Chiquilá (duas horas). Esta cidade é onde você pega a balsa para Holbox. Holbox é uma ilha sem carros (exceto alguns veículos locais), então você deixará seu carro no continente por alguns dias.

Estacione em um dos muitos estacionamentos em Chiquilá – não se preocupe, este é um lugar seguro para deixar seu carro! Muitos turistas fazem todos os dias. As taxas são geralmente de 100 pesos (US $ 5) por 24 horas.

Vá para o cais e suba em um dos ferries que partem a cada meia hora. A viagem custa cerca de 200 pesos (US $ 10) para um adulto.

Ao chegar na ilha, caminhe ou pegue um táxi até o seu alojamento (os táxis são todos carrinhos de golfe aqui!). Depois, relaxe e passeie pela ilha, conhecendo sua nova casa por alguns dias. Você passará três noites aqui.

Onde ficar em Holbox

Holbox é uma ilha pequena, e eu recomendo ficar a poucas quadras do centro principal. A parte oeste da ilha abriga muitos aluguéis, mas não existem tantas lojas ou restaurantes.

Se você quer um alojamento de luxo, recomendo Ser Casasandra. Este é o melhor local de luxo da ilha. Eu amo a área em frente à praia, a piscina, o design romântico dos quartos e a comida é excelente.

Se você quiser acomodações de gama média, recomendo o Hotel Para Ti. Eu simplesmente amei este hotel apenas para adultos. Ele tem uma ótima área de piscina, a decoração é boêmia e divertida, eles são um local tranquilo perfeito a poucos quarteirões da cidade e, mais uma vez, APENAS PARA ADULTOS.

Se você quiser acomodações econômicas, recomendo o Hotel V10 Paseo de Kuka. É um lugar simples, a uma curta caminhada da praia e do centro da cidade. Se você quiser ficar em um albergue, recomendo o Tribu, mas saiba que pode ficar barulhento à noite.

Encontre ofertas de hotéis em Holbox aqui e veja todos os Airbnbs de Holbox aqui.

Kate usando uma saia jeans longa e uma blusa de maiô, virada para o exterior enquanto estava em água azul clara até o tornozelo em Holbox.
É imperdível ver as águas claras de Cabo Catoche!

Dias 2 e 3: Isla Holbox

Aproveite esses dois dias inteiros para relaxar na Isla Holbox. Você pode passar o tempo ocioso na praia ou fazer passeios pela ilha. De qualquer maneira, não deixe de tomar ótimos coquetéis e pegar um pôr do sol.

Não deixe de parar no restaurante do meu amigo Lucie – a Lulu’s Sandwich Shop e o Paninis, localizado no Holbox Foodie Market.

O que fazer em Isla Holbox

Faça uma viagem de barco para Cabo Catoche. Esta entrada fica mais longe da cidade, mas é onde você obtém a água mais clara e mais bonita. Uma necessidade absoluta para quem deseja boas fotos de Holbox. A maioria das viagens para Cabo Catoche inclui snorkeling e / ou pesca.

Veja três ilhas em um passeio de barco. A popular viagem de barco por três ilhas o levará a Bird Island, lar de toneladas de pássaros interessantes; ilha deserta de Pasion, onde você pode caminhar em um banco de areia; bem como o continente para nadar em Cenote Yalahau. Você pode reservar aqui.

Se você estiver visitando de junho a setembro, nade com tubarões-baleia. Se você gosta de criaturas marinhas, isso é fenomenal para testemunhar! A alta temporada é em julho e agosto e você pode reservar aqui.

Vá a Punta Cocos para o pôr do sol. Assista com um coquetel na mão! É uma caminhada muito longa e eu recomendo pegar um táxi, pois ficará escuro quando você começar a voltar. Os táxis esperam para levar as pessoas de volta após o pôr do sol. Traga repelente de mosquitos.

Basta sair na praia. Mesmo se você não reservar um hotel com acesso à praia, há muitos clubes e restaurantes de praia nos quais você pode acampar durante o dia.


Veja meu guia completo do Holbox:

Por que você deve viajar para Isla Holbox, México


Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 15
Río Lagartos é o lar de populações de flamingos. Imagem via Shutterstock.

Dia 4: Holbox para Río Lagartos

Pegue a balsa de volta a Chiquilá, pegue seu carro e siga na estrada. Se você estiver com fome, recomendo tomar café da manhã no La Sardina Enamorada, no continente de Chiquilá.

Hoje você dirige de Chiquilá a Río Lagartos (2 horas e 45 minutos), atravessando Quintana Roo até o estado de Yucatán.

Saiba que você estará cruzando um fuso horário! Ao entrar no estado de Yucatán, o tempo cai uma hora antes.

Rio Lagartos é uma cidade pequena e sonolenta, conhecida por sua vida selvagem e maravilhas naturais. Você vai gostar de ficar aqui por duas noites.

Onde ficar em Río Lagartos

Río Lagartos é uma cidade muito pequena e não há uma variedade enorme de acomodações – pelo menos ainda não! Todas essas propriedades estão localizadas no centro da cidade.

Se você quer acomodações de luxo, eu recomendo o Hotel Río Lagartos. Embora não seja super luxuosa, esta é uma das melhores propriedades da cidade. Possui uma ótima piscina e bar aquático, além de vistas sobre a água.

Se você quiser acomodações de gama média, recomendo o Hotel Tabasco Rio. Esta propriedade elegante oferece grande valor ao dinheiro e possui chuveiros quentes e potentes.

Se você quiser acomodações econômicas, recomendo o Hotel Mercy Inn. Este hotel é simples, mas limpo e confortável, com camas um passo acima do habitual nos hotéis mexicanos econômicos.

Encontre promoções em hotéis em Río Lagartos aqui e veja todos os Airbnbs em Río Lagartos aqui.

Dia 5: Río Lagartos e Las Coloradas

Se você sonhava em visitar lagos cor-de-rosa, essa é a atração principal desta região. Esses lagos rosa são chamados Las Coloradas. E esses lagos serão a pedra angular do que você vê hoje.

Em Río Lagartos, existem vários operadores turísticos na cidade que oferecem passeios particulares e em grupo às paisagens e salinas de néon rosa. Não tenho uma recomendação específica do operador turístico, mas não deixe de perguntar e ver quanto tempo você passa nos lagos. Alguns operadores turísticos o levarão rapidamente sem muito tempo para apreciá-los.

Lembre-se de que você pode não ver quantos flamingos quiser: a alta temporada é de março a junho e as mudanças climáticas afetaram o número de flamingos que moram aqui. Mas os lagos rosa? Espetacular.

Nota importante: Desde que Las Coloradas se tornou um hotspot do Instagram nos últimos anos, as pessoas não podem mais entrar nos lagos rosados ​​ou usar drones nos lagos. Por favor, respeite as regras.

Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 17

Dia 6: Río Lagartos para Valladolíd

Hoje você está indo para o sul, para Valladolíd. Esta é uma viagem curta – apenas 90 minutos de carro – o que o deixará a maior parte do dia para apreciar esta adorável cidadezinha. Valladolíd é um ótimo local para relaxar e aproveitar a vida em um ritmo mais lento.

Se você estiver em ruínas, poderá parar nas ruínas de Ek Balam no caminho. Isto é bastante ruinoso itinerário como está, no entanto – sinta-se à vontade para fazer o que lhe parecer melhor!

Atividades em Valladolíd

Dê um mergulho no Cenote Zaci. Cenotes estão por todo o Yucatán, mas o Cenote Zaci fica bem no meio do centro de Valladolíd! A água não é tão clara quanto as outras, mas é um cenário bonito com cachoeiras. Também é um dos cenotes mais profundos da região e organiza competições de mergulho gratuitas.

Aproveite o zócalo. A praça principal de Valladolíd é um lugar encantador para se sentar e observar as pessoas.

Obter gelato em Wabi Gelato. Bom gelato é muito difícil de encontrar no México – este é um lugar especial para um deleite. Os sabores são limitados, mas inventivos, e mudam com frequência. Eu amei o gelato de alecrim.

Passeie pela Calzada de los Frailes. Esta é sem dúvida a rua mais bonita de Valladolíd, decorada com bandeiras e alinhada com cafés, padarias, lojas e hotéis. Eu tinha um otimo pay de limón (torta de limão) em um café chamado ConKafecito.

Visite o Convento de San Bernardino de Siena. No final de Calzada de los Frailes é um antigo convento que você pode visitar. Há um show de som e luz à noite. Também é aqui que você encontrará a placa Valladolíd da cidade.

Onde ficar em Valladolíd

Valladolíd é uma cidade pequena e barata, e você pode aproveitá-la com um orçamento, mas gastar um pouco mais de dinheiro pode fazer com que você Muito de melhor hotel. Eu recomendo ficar a poucos quarteirões do zócalo, a praça principal, para maximizar seu breve tempo aqui.

Se você quiser acomodações de luxo, recomendo Le Muuch Hotel. Esta pode ser a propriedade mais bonita da cidade, com quartos elegantes e coloridos e uma bela área ao ar livre com redes e piscina.

Se você quiser acomodações de gama média, recomendo a Casa Tia Micha. Esta é uma propriedade de gama média que se sente luxuosa, desde suas elegantes banheiras de pedra até seus elegantes móveis de madeira entalhada, mas tem um preço bem central.

Se você quiser acomodações econômicas, recomendo o Hotel Zazil-Maj. Aqui, os quartos são simples, mas limpos e recentemente reformados, a poucos quarteirões do Cenote Zaci.

Encontre promoções em hotéis em Valladolíd aqui e veja todos os Airbnbs em Valladolíd aqui.

Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 19
Entre em contato com Chichén Itzá cedo para vencer a multidão!

Dia 7: Valladolíd para Mérida via Chichén Itzá e Izamal

Prepare-se para um dia agitado. Há muito o que ver entre Valladolíd e Mérida, e este é um dia que você pode maximizar ao máximo.

De manhã, dirija-se às ruínas de Chichén Itzá (45 minutos). Eles abrem às 8:00 e eu recomendo estar lá o mais cedo possível para conseguir uma boa vaga de estacionamento e evitar a multidão de turistas nos resorts.

As ruínas de Chichén Itzá são algumas das maiores e mais impressionantes ruínas da Península de Yucatán, bem como um Patrimônio Mundial da UNESCO. El Castillo, também conhecido como Templo de Kukulkan, é uma pirâmide enorme e impressionante, mas eu achei que alguns dos locais mais agradáveis ​​são os mais distantes.

Lembre-se de que Chichén Itzá permite que os comerciantes vendam diretamente no local, e pode ser irritante ter homens constantemente pedindo para você comprar coisas. Eles vendem dispositivos que emitem um ruído de onça-pintada, para que você ouça constantemente gritos de onça-pintada durante toda a sua visita. Esteja pronto para isso!

Nota: eu não recomendo visitar Chichén Itzá no domingo. É quando os mexicanos recebem entrada gratuita. Como resultado, o site fica ainda mais incrivelmente lotado e o estacionamento é um pesadelo. Se o dia 7 estiver marcado para domingo, recomendo ir a Chichén Itzá na tarde do dia 6.

Após as ruínas, volte um pouco para desfrutar de um cenote. Um dos meus cenotes favoritos é nesta região: Hacienda San Lorenzo Oxman. Eu amo esse cenote porque é visualmente espetacular, grande, não muito turístico, os jardins são lindos e a comida é surpreendentemente boa. É sólido e é um ótimo lugar para se visitar.

Você dirige de volta a Valladolid para este cenote (50 minutos), mas confie em mim, é melhor visitar Chichén Itzá pela manhã, quando estiver menos quente e cheio de gente e depois se refrescar no cenote.

Outra opção é o Cenote Ik-Kil, que tem aparência e estilo semelhantes, mas isso é muito mais popular entre os turistas de Chichén Itzá e fica mais lotado.

Kate fica na frente de um monumento amarelo em Izamal.
Você quer posar em frente aos prédios amarelos de Izamal!

Quando você terminar de cenotar, é hora de dirigir para Izamal (1 hora, 45 minutos). Esta cidade, uma das cidades do México Pueblos Mágicos, é famosa por sua cor – tudo é pintado de amarelo-canário brilhante! Enquanto algumas pessoas dizem que foi pintado de amarelo para a visita do Papa João Paulo II em 1993, a cidade ficou realmente amarela por algum tempo antes. É uma cidade fofa e ótima para fotos.

Se você estiver com pouco tempo, pode retirar o Izamal, se quiser – é fácil visitar Mérida.

Finalmente, é hora de ir de Izamal a Mérida (1 hora), onde você ficará nas próximas quatro noites.

Onde Ficar em Mérida

Minha principal recomendação em Mérida é ficar no Centro. Mérida é uma cidade enorme de muitos bairros, e alguns desses bairros são populares entre expatriados, mas eu recomendo o Centro, porque você poderá caminhar por qualquer lugar (ou pegar um Uber de US $ 1), os melhores restaurantes estão localizados aqui, e estão cheios com belos edifícios coloridos e belos parques.

Muitas das melhores listagens em Mérida podem ser encontradas no Airbnb, especialmente se você quer estar em uma casa tradicional.

Se você quiser acomodações de luxo, eu recomendo o Casa Lecanda Boutique Hotel. Cada centímetro deste hotel villa maravilhosamente restaurado é digno de babar, desde a área da piscina externa até os quartos elegantes e modernos. Está localizado na melhor rua de restaurantes de Mérida, literalmente, a melhor localização possível e está perto de tudo.

Se você quiser acomodações de gama média, recomendo o Viva Mérida Hotel Boutique. Quando você vê este hotel, acha que é luxo – mas na verdade é uma ótima relação custo / benefício. O hotel é colorido e tem um estilo muito yucateca, e fica a poucos quarteirões do zócalo de Mérida e do centro da cidade.

Se você quiser acomodações econômicas, recomendo o Hotel La Piazzetta. Localizado na parte oriental do Centro no Parque de la Mejorada, este hotel é pequeno e simples, com quartos confortáveis, mas eles trazem toques criativos e fofos onde quer que possam.

No que diz respeito aos albergues, o Nomadas Ecohostel é um clássico.

Encontre ofertas de hotéis em Mérida aqui e veja todos os Airbnbs de Mérida aqui.

Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 21
As ruas de Mérida são brilhantes e coloridas.

Dias 8, 9 e 10: Mérida

Eu visitei Mérida pela primeira vez no início de 2019, e eu adorei tanto, voltei a morar lá por dois meses um ano depois! Esta cidade é discreta, acolhedora e barata. Não está no radar de muitos turistas, mas as pessoas que param por aqui acabam adorando.

A essa altura, no meio da sua viagem a Yucatán, você procurará relaxar um pouco, e Mérida é o lugar perfeito para fazer isso. Venha aqui para explorar os arredores. Espero que você esteja pronto para comer.

Mérida é um ótimo lugar para sair, mas mais do que isso, estou convencido de que é a melhor base para viagens de um dia em todo o México. Você pode ir a tantos lugares legais a uma curta distância de carro de Mérida.

Melhores restaurantes em Mérida

Você pode comer muito bem barato em Mérida. Sinceramente, estou incluindo uma seção inteira de restaurantes aqui, porque existem muitos bons. Sinto muita falta dos restaurantes de Mérida!

No café da manhã, minha recomendação nº 1 é obter o moletes no SOCO. O SOCO é uma padaria e tudo o que eles fazem é delicioso. Os molletes são um prato muito simples – apenas pão coberto com feijão, queijo e pico de gallo – mas o SOCO os torna MUITO melhores do que qualquer outro. Você também pode pegar um pedaço de fermento para levar com você.

Para almoço e jantar, meu restaurante favorito absoluto é Micaela Mar y Leña, que é especializado em frutos do mar, mas também tem muitos bons pratos de carne. Este é um restaurante sofisticado e, se você gosta de design, adora o interior. Quero que minha futura casa pareça com Micaela!

Meus pratos favoritos são o aperitivo de molho de ostras defumado (se você está com saudade de sopa da Nova Inglaterra, isso vai arranhar sua coceira), o fabuloso camarão grelhado e todo o polvo, que é um espetáculo. Os coquetéis são sensacionais.

Outro restaurante excelente, e o que eu visitei com mais frequência enquanto vivia em Mérida, é Hermana Republica (a localização na Avenida Colón é central para Mérida). Esta é uma cervejaria local com excelentes cervejas. Minha favorita é a loira belga.

Pode ser apenas uma cervejaria casual, mas a comida é EXCELENTE – especialidades de Yucatecan e mexicanas que são simplesmente fenomenais, de sopa de lima para salbutes de cochinita para tostadas de atún. Eles também servem as melhores tortilhas que já tive.

Esses podem ser meus favoritos absolutos, mas tenho alguns outros a recomendar. Adoro Chill-Akil para chilaquiles personalizáveis ​​no café da manhã (você também pode ir a Chilakilez se gostar deles com barriga de porco crocante). La Casita del Cheviche é ótima para ceviche e especialmente o camarão aguachile. Merci é onde você vai tomar café da manhã ou almoço chique.

O Mercado 60 é um salão de comida da moda, com uma enorme variedade de comida, não apenas mexicana, e contribui para uma noite divertida. El Catrín pode ser um sucesso ou um fracasso, mas a atmosfera é divertida – vá quando estiver escuro para uma margarita mezcal, guacamole e seu show de luzes.

E se você gosta de café sofisticado, o Manifesto é fenomenal, com os melhores cafés da cidade. Eles assam na loja. O Márago Coffee também é bom e eles fazem café de várias maneiras diferentes, da Chemex à French Press e à Aeropress.

O que fazer em Mérida

Honestamente, passo meu tempo em Mérida saindo, comendo ou fazendo passeios fora da cidade. Mas se você está procurando coisas para fazer na cidade, aqui estão algumas ótimas opções:

Passeie pelo Paseo Montejo. Muitas pessoas consideram essa uma das ruas mais bonitas do México, repleta de mansões, lojas, museus e cafés.

Experimente uma cerimônia ancestral maia mágica. Esta cerimônia é uma visão interessante da cultura maia em Mérida. Depois de receber a cerimônia de um xamã maia, você passa tempo mergulhando em várias banheiras com cheiro de ervas. É incomum, pacífico, e eu recomendo. Saiba mais aqui.

Faça uma caminhada de design. Mérida está se tornando um dos grandes centros de design do México, e você pode fazer alguns passeios diferentes para ver como as pessoas reformaram essas casas. A Biblioteca de Inglês de Mérida oferece passeios gratuitos a pé (veja a programação aqui); esse passeio diário via Airbnb Experiences custa US $ 15.

Confira El Gran Museo del Mundo Maya. Este museu fenomenal é um dos guias mais abrangentes da cultura maia e tem muitas exibições interessantes. Está a caminho da cidade.

Visite as cantinas. Dois dos bares casuais mais divertidos de Mérida são o La Negrita e o La Fundación Mezcalería, que são de propriedade das mesmas pessoas e ambos oferecem ótimas bebidas, música ao vivo e dança. La Negrita fica aberto até 22:00, tornando-o um local precoce; A Fundación Mezcalería vai até tarde.

Melhores excursões de um dia em Mérida

Onde Mérida realmente brilha são as suas viagens de um dia. É uma enorme vantagem sobre outras cidades mexicanas. Se você está ansioso para explorar, tire dois desses dias em Mérida e passe-os explorando a região circundante. Aqui estão algumas das minhas recomendações:

Celestún. Esta cidade litorânea discreta, com areia branca e fina, pode ser o próximo Holbox a ser o próximo. Você também pode explorar os manguezais. Embora os flamingos dominassem a paisagem, sua população diminuiu nos últimos anos devido às mudanças climáticas. Celestún é uma ótima viagem de um dia e a uma hora de carro de Mérida.

Progreso. Quer uma cidade litorânea mexicana mais selvagem? Progreso é uma verdadeira experiência local com música e cervejas na praia. É bonito? Está tudo bem. Mas é divertido e autêntico refúgio mexicano? Claro que sim.

Progreso fica a 40 minutos de carro de Mérida. Se você planeja beber na praia, considere pegar um Uber – ele deve levar 40 minutos e custar cerca de US $ 15 em cada sentido.

Ruínas e cenotes de Mayapán. As ruínas de Mayapán estão próximas a Mérida (45 minutos – não deixe de dirigir até a cidade de Mayapán, que é um lugar diferente e mais distante) e uma das coisas boas é que você pode escalá-las! Até a pirâmide gigante. Eu fiz essa experiência do Airbnb em Mayapán e incluiu visitas a dois espetacular cenotes que eram tão remotos que eu nunca os teria encontrado sozinho.

Se você pular Izamal em sua viagem de Valladolíd para Mérida, alguns de meus amigos pensam que Izamal é o complemento perfeito para uma viagem a Mayapán e cenotes.

Ruínas de Uxmal, museu do chocolate e cenotes. As ruínas de Uxmal, listadas como Patrimônio Mundial da UNESCO, são melhores que Chichén Itzá, na minha opinião, e recebem uma fração dos visitantes. O museu do chocolate fica ao lado das ruínas; há muitos cenotes que você pode visitar no caminho de volta.

Cenotes de Homún ou Cuzama. Há tantas opções de cenote nesta parte do Yucatán! As cidades de Homún e Cuzama são famosas por sua alta concentração de cenotes, tanto cenotes de fazenda quanto cenotes selvagens.

Se você quiser um cenote mais desenvolvido e organizado, com um restaurante no local, vá a algum lugar como o Santa Barbara Cenotes. Mas se você quiser algo mais áspero e selvagem, há muitos motoristas que o levarão a alguns lugares fora dos roteiros mais conhecidos.

Campeche. Esta cidade é tão bonita. Campeche tem uma cidade velha, classificada como Patrimônio Mundial da UNESCO, e é mais bonita e organizada que a de Mérida. Às 2 horas e 15 minutos, é uma das viagens mais longas de Mérida, mas pode ser feita.

Como alternativa, você pode passar três noites em Mérida em vez de quatro e passar a quarta noite em Campeche.

Amigos andando por uma doca em Bacalar, México, lago azul de cada lado.
Bacalar é o lago das sete cores. Aqui estão talvez 2,5 deles.

Dia 11: Mérida para Bacalar

Bacalar, uma cidade situada em uma lagoa em Quintana Roo, é um dos meus lugares favoritos absolutos em todo o México. Eles chamam o Lago Bacalar de Lago das Sete Cores e ele realmente faz jus ao seu nome, brilhando em todas as cores, de cerúleo a água-marinha a tinta.

Bacalar é único e especial, e ainda não é muito turístico – mas você pode dizer que está a caminho de se tornar um ponto quente. Meu conselho? Vá assim que puder; nem sempre pode ser tão pacífico como é agora.

Bacalar fica a pouco mais de quatro horas de carro de Mérida. Se você come carne de porco, eu tenho a MELHOR parada para o almoço: é um lugar chamado Carnes Asadas “Sr. Samy’s “na cidade de José Maria Morelos, a meio caminho entre Mérida e Bacalar. Samy e sua família maravilhosa serviram a mim e aos meus amigos no caminho para lá e para cá, e a comida é tão boa.

Provavelmente você chegará a Bacalar no final da tarde. Acalme-se após sua longa viagem: acomode-se em seu hotel e desfrute de algumas bebidas e ceviche enquanto observa o belo lago ao pôr do sol.

Onde ficar em Bacalar

Se você deseja acomodações de luxo, existem duas opções, dependendo do tipo de viagem que você deseja. Eu recomendo o Mia Bacalar Luxury Resort and Spa se você quiser um refúgio isolado de luxo no lago. Se você quer ser central e capaz de aproveitar a cidade, o Hotel Carolina é uma das propriedades mais agradáveis ​​da cidade de Bacalar, com quartos agradáveis ​​e balanços no lago.

Se você quiser acomodações de gama média, recomendo a Casa Chukum. Este lindo hotel ecológico possui quartos coloridos e uma piscina sem cloro, e o café da manhã de cortesia inclui ovos.

Se você quiser acomodações econômicas, recomendo o The Yak Lake House Hostel. Este local clássico de Bacalar tem dormitórios e salas privadas, e é um ótimo lugar para conhecer novas pessoas ou simplesmente relaxar na sua localização à beira do lago.

Encontre ofertas de hotéis em Bacalar aqui e veja todos os Airbnbs de Bacalar aqui.

Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 23
Los Rapidos é um dos destaques de Bacalar!

Dias 12 e 13: Bacalar

Você deve passar no mínimo dois dias completos em Bacalar, porque um deve ser gasto em um passeio de barco pelo lago e outro em Los Rapidos. Confie em mim. As duas são atividades maravilhosas e eu não gostaria de ir a Bacalar sem aproveitar as duas ao máximo.

O que fazer em Bacalar

O passeio de barco é a atividade mais popular em Bacalar, e reservar essa deve ser sua principal prioridade. Você pode participar de um passeio de barco – ou alugar seu próprio barco, se quiser uma viagem particular – e explorar a lagoa, das águas rasas do Canal dos Piratas aos cenotes escuros dentro do próprio lago. Muitos barcos vêm com bebidas e se transformam em uma festa! Você pode reservar uma viagem de barco com um bar aberto aqui.

Passe um dia em Los Rapidos. Los Rapidos é um clube de praia à beira-rio a cerca de 20 minutos de carro fora de Bacalar. Você pode sentar-se à beira do rio, deitar-se em redes Instagramable bem na água e desfrutar de comida e coquetéis – mas a melhor parte é pular no rio e deixá-lo levar você rio abaixo! Insanamente divertido.

Eu recomendo sapatos de água para Los Rapidos, pois a calçada é afiada e dolorosa para caminhar, mas o rio leva você rio abaixo, para que você não possa sair de onde deixou seus sapatos. Sapatos de água resolvem esse problema. Eles também são bons para usar no lago Bacalar.

Confira o Cenote Azul. É um bom lugar para parar no caminho para Los Rapidos, pois fica na mesma estrada fora da cidade. Este cenote gigante e aberto é um bom lugar para parar para um mergulho matinal.

Faça o embarque em stand-up paddle. Se você nunca experimentou o SUP antes, um lago é o lugar perfeito para aprender. É um ótimo treino básico que não parece treino e uma maneira maravilhosa de explorar o lago. Você pode reservar um passeio de paddle ao nascer do sol aqui.

Sair nas docas e nos clubes de praia. Por toda a cidade de Bacalar, existem docas onde você pode simplesmente sentar e apreciar a atmosfera. Muitos são privados para acomodação, mas vários também são abertos ao público.


Veja meu guia para Bacalar:

Um guia para Bacalar, o Lago das Sete Cores do México


Cabanas na lagoa Bacalar sob um céu rosa e azul.
Ah, Bacalar, é tão difícil te deixar!

Dia 14: Bacalar ao aeroporto de Cancún

Tempos tristes – é hora de voltar para casa. A viagem de Bacalar ao aeroporto de Cancún leva cerca de quatro horas.

Se você tiver um voo com partida antecipada de Cancún, talvez faça mais sentido dirigir de Bacalar na noite anterior e passar a noite em um hotel perto do aeroporto, como o Courtyard by Marriott Cancún Airport, que tem um bom custo-benefício e apenas a quatro minutos de carro.

Uma motocicleta dirigindo na rua em Bacalar, México
O México é muito mais seguro do que a mídia americana quer que você acredite.

É seguro dirigir no México?

Muitas pessoas ficam intimidadas em dirigir no México – mas não é tão assustador quanto você pensa, especialmente aqui na Península de Yucatán. Esta é uma região segura e fácil do país. Eu não hesitaria em dirigir sozinho nesta parte do México!

Se você estiver dirigindo no México pela primeira vez, a Península de Yucatán é o lugar perfeito para começar. A maioria das estradas principais está em boas condições. O estado de Yucatán possui um crime excepcionalmente baixo; O crime do estado de Quintana Roo está concentrado principalmente nas cidades-resort que você evitará. A paisagem é bastante plana e você não precisa lidar com passagens de montanha loucas.

Em outras partes do México, como áreas remotas de Chiapas, os moradores freqüentemente fecham as estradas devido a protestos ou pedem dinheiro aos motoristas que passam; isso é muito incomum nos estados de Yucatán, Campeche e Quintana Roo.

Se você deseja obter uma boa relação custo / benefício, recomendo comparar as taxas de aluguel de carros em RentalCars.com. Lembre-se de que as tarifas mais baratas costumam ser as transmissões manuais – se você precisar de um carro automático, especifique isso ao fazer a reserva, para que não haja surpresas.

Obviamente, você precisará de uma licença para dirigir no México. O México reconhece licenças em inglês, independentemente do país. Se você não possui uma licença em inglês ou espanhol, convém levar uma carteira de motorista internacional (que é essencialmente uma tradução da sua carteira que você pode obter em seu país de origem).

Os mexicanos dirigem no lado direito da estrada.

Se estiver nervoso, convém dirigir todo o dia. Planejei esse itinerário de viagem no México para que você pudesse dirigir todo o dia, se possível. Os dias mais longos de condução são cerca de quatro horas. Muitas pessoas se sentem mais confortáveis ​​dirigindo durante o dia, quando mais pessoas estão fora e a luz é melhor.

Speed bumps are a continuous annoyance while driving in Mexico. They are everywhere — in the middle of towns, on smaller roads, on busy roads, and sometimes even on the highway. While sometimes they’re painted yellow and have signs, sometimes they appear out of nowhere and are hard to spot. Keep an eye on the road continuously.

There are lots of toll roads (cuota roads) in Mexico, and they add up. Still, I recommend taking toll roads when you can, as they tend to be in far better condition with fewer potholes and speed bumps. Keep money on you — both bills and change — to pay these tolls. You may have to pay as much as 200 pesos ($10). Trust me, it’s better than the regular roads.

There are checkpoints throughout the Yucatán Peninsula, especially when crossing state lines. Sometimes they will wave you straight through; sometimes they will ask you where you’re going. One time, when driving into the town of Hecelchakán in Campeche, a local cop asked me why we were going. “Cochinita,” we replied — we were there for the famous slow-roasted pork. He grinned and waved us in.

Gas stations are easy to find throughout the Yucatán Peninsula. I’m a fairly cautious person and tend to refill when I get down to half a tank; you won’t need to worry about this, as there are plenty of stations. Gas stations in Mexico are full-service — the attendant pumps your gas for you. Be sure to give him a small tip (10-20 pesos is fine).

You should keep in mind that many rural areas of Mexico have no phone signal, and that includes along the highways. Much of the time you need to get to a town before you get phone signal.

Finally — Mexico is not nearly as dangerous as the American media would have you believe. Just like the US, there are very safe areas and not-so-safe areas. Much of the drug violence is concentrated in pockets of the north. The Yucatán Peninsula is a muito safe area of Mexico — in fact, Yucatán State and Mérida are frequently cited as the safest state and city in Mexico.


CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:

Solo Female Travel in Mexico: Is it Safe?


A stone cathedral at sunset with a purple and pink streaked sky behind it.
No matter what kind of Mexico trip you have, you can enjoy views like this in Mérida.

Alternative Yucatan Road Trip Itineraries

Want a slightly different two week Mexico itinerary? No problem! You can customize this Yucatán road trip itinerary to your needs.

Would you rather take public transportation than drive? You can do that!

Would you rather change accommodation less often and stay longer in fewer places? Indeed you can.

Do you only have 10 days or a week? We can absolutely work with that.

Do you have more than two weeks to travel? Lucky you. I have suggestions.

A hut and deck leading into the ocean at Holbox
Public transportation can get you wherever you want to go — including Holbox.

Traveling in the Yucatán by Public Transportation

Don’t want to drive? That’s okay! With a few adjustments, you can do this trip by bus. You won’t have the freedom to come and go as you please, and you’ll have to plan ahead for scheduling your time, but for some people, not having to drive makes it worth it.

The buses in this part of Mexico are very safe and comfortable. I’ve taken them many times as a solo female traveler and I wouldn’t hesitate to take them again.

Here is the two-week Mexico itinerary I recommend, using public transportation:

  • Day 1: Get a shuttle from Cancún Airport to Chiquilá, then get the ferry to Holbox
  • Days 2-3: Holbox
  • Day 4: Ferry to Chiquilá, bus from Chiquilá to Valladolíd, then change to a bus to Río Lagartos
  • Day 5: Book a day trip to Las Coloradas from Río Lagartos
  • Day 6: Bus from Río Lagartos to Valladolíd
  • Day 7: Colectivo from Valladolíd to Chichén Itzá and back, then bus from Valladolíd to Mérida
  • Days 8-10: Mérida and day trips
  • Day 11: Bus from Mérida to Bacalar
  • Days 12-13: Bacalar
  • Day 14: Bus from Bacalar to Cancún Airport

A few notes: You may want to switch up the order of Río Lagartos and Valladolíd. If you’re traveling from Río Lagartos to Mérida, you’ll need to change buses in Tizimín.

You technically can get a bus from Chichén Itzá to Mérida, but you probably don’t want to drag your luggage around the ruins, so I recommend leaving your bags in your hotel in Valladolíd and just going back to catch the next bus to Mérida.

While in Mérida, you’ll be better off doing organized day trips that include the transportation.

Here are a few easy and fun day trips from Mérida where you won’t have to drive:

Progreso beach: Head to Progreso by public bus from Mérida (20 pesos, or $1, each way), or take an Uber for about $15 USD each way. The drive is just 40 minutes.

Mayapán ruins and cenotes: I did this Airbnb experience that involves going to the Mayapán ruins and two of the most isolated and spectacular cenotes I’ve ever seen. Memo is a great guide.

Homún cenotes: Take a colectivo from Mérida to Homún (1 hour) and upon arrival, hire a motorbike driver to either take you to Santa Barbara Cenotes (resort-like hacienda experience) or hire a driver for the day to take you to several wild cenotes in the area. You can also do this by organized tour with UrbanAdventures.

Another similar option is taking a colectivo to Cuzama, another town close to Homún that has its own collection of cenotes.

Celestún beach and mangroves: I recommend booking a tour for this as the public bus takes 2.5 hours but it’s just an hour’s drive from Mérida. This organized tour includes time in the biosphere reserve and free time on the white sand beach.

Uxmal ruins, hacienda, and cenote: This organized tour includes a trip to the UNESCO World Heritage-listed Uxmal ruins, Yaxcopoil Hacienda, and Cenote Peba.

Hammocks in the bright blue water at Los Rapidos, Bacalar
Want to take it slow? Spend more days in fewer places.

A Slower Two Week Mexico Itinerary

Do you prefer not changing hotels often, with longer stays in fewer places? I totally get it. If that’s the case with you, I recommend basing in three places during your two week trip to Mexico: Holbox, Mérida, and Bacalar.

This itinerary is also easy to do with public transportation.

  • Day 1: Drive from Cancún Airport to Chiquilá, ferry to Holbox
  • Days 2-4: Holbox
  • Day 5: Ferry to Chiquilá, drive to Mérida via Valladolíd and Chichén Itzá
  • Days 6-9: Mérida
  • Day 10: Drive from Mérida to Bacalar
  • Days 11-13: Bacalar
  • Day 14: Drive from Bacalar to Cancún Airport
Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 25
If you have extra time, definitely check out Campeche.

If You Have More than Two Weeks

If you have longer than two weeks for your Yucatán road trip itinerary, you can add extra days to any of the previously mentioned destinations. Holbox, Mérida, and Bacalar in particular would be great places to add extra days. Here are some other things you can do.

Spend a night in Campeche. Or maybe two. Campeche is lovely — its old town is smaller, cleaner, prettier, and better put together than Mérida’s. There’s also a nice malecón, or path along the seafront. A lovely spot to spend some time.

Spend a night or two in Mahahual. This beachside town on the Costa Maya is on the verge of getting super-popular — the way Tulum was 15 years ago. The time to visit is now, while it’s still a bit low-key, before the major developers arrive.

If you REALLY want to, spend a night or two in Cancún, Playa Del Carmen, or Tulum. I’m not going to stop you. Just go in with measured expectations. They’re popular resort towns. Like I said, there are far better places to visit in the Yucatán Peninsula, and you’ve been to lots of them.

See the Coba ruins. The Coba ruins are about 45 minutes west of Tulum and like the Mayapán ruins, you can climb them! The Gran Cenote makes a good stop on the way back (there are turtles swimming in it!) but know it’s much pricier than the cenotes near Mérida and Valladolíd.

If you have the budget for a night or two in a resort, you’ll probably want to do it around the Riviera Maya. This part of Mexico is not lacking in resorts! Relaxing by the pool with a cocktail in hand can be a nice way to end your two-week Mexico road trip.

A street with pink, yellow and green homes in Merida, Mexico.
Mérida is a must, even if you only have 10 days.

10 Days in Mexico Itinerary

If you only have 10 days in Mexico, I would make a few cuts on the places that excite you the least. If if were up to me, I would cut Río Lagartos out of your itinerary, limit Valladolíd to a short drive-by visit, and remove one of the days in Mérida.

Day 4 is going to be a LONG day. I recommend starting early to make the most of it.

  • Day 1: Arrive Cancún Airport, drive to Chiquilá, ferry to Holbox
  • Days 2-3: Holbox
  • Day 4: Drive from Holbox to Mérida via Valladolíd, Chichén Itzá, possibly a cenote
  • Day 5-6: Mérida and day trips
  • Day 7: Drive from Mérida to Bacalar
  • Days 8-9: Bacalar
  • Day 10: Drive from Bacalar to Cancún Airport
Purple and pink sunrise with two sailboats on the water at Holbox
I’m so glad I got up to see the sunrise in Holbox.

One Week in Mexico Itinerary

If you only have one week in Mexico, I would split your time between two destinations: either Holbox and Mérida or Bacalar and Mérida. I know it’s tempting to add in lots of destinations, but trust me on this one.

In 2019 I spent a week in Mexico split between Holbox and Mérida and it was perfect. (And it definitely whet my appetite for more — a year later I came back for two full months!)

You may want to consider a one-way car rental from Cancún to Mérida. One-way rentals can often be more expensive, but it saves you hours of driving in this case. Once again, RentalCars.com will give you an idea of the pricing.

But a car isn’t necessary for this weeklong trip. You can easily do this itinerary by public transportation on the ADO buses, as I did in 2019. If you go to Holbox, take one of the many shuttles from Cancún Airport to Chiquilá — it’s faster and easier than the bus.

  • Day 1: Arrive Cancún, drive to Chiquilá and get the ferry to Holbox (or drive to Bacalar)
  • Days 2-3: Holbox (or Bacalar)
  • Day 4: Drive from Chiquilá (or Bacalar) to Mérida
  • Days 5 and 6: Mérida
  • Day 7: Depart Mérida

There is a lot more to see on the drive from Chiquilá to Mérida — Valladolíd, Chichén Itzá, some cool cenotes, Izamal — than the drive from Bacalar to Mérida.

So which place is better, Holbox or Bacalar? Wow, that’s a tough one! Having spent time in both places recently, I would give the edge to Bacalar. It’s more unique and I think it has a better vibe.

Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 27
Definitely try the street food in Mexico!

Mexico Travel Tips

When you arrive in Mexico, you’ll fill out a form on the plane and present it at immigration. You’ll be given part of the form back. This needs to be presented when you leave Mexico — do not lose it! If you do lose it, there are places in the airport where you can get a new one.

If you want to get a SIM card for your phone when in Mexico, I recommend Telcel. Remember to bring your passport to the store for ID. If you run out of data, you can top it up at an OXXO drug store, which are all over Mexico.

Quintana Roo and Yucatán states are in different time zones. According to this itinerary, you’ll cross these time zones when you go from Holbox to Rio Lagartos on Day Four and when you go from Mérida to Bacalar on Day Ten. Keep that in mind.

Keep small change for bathrooms. Many bathrooms charge you to use them. It’s usually 5 pesos (25 cents).

Keep in mind that an “M” on the bathroom means it’s for women! I have made that mistake before! M is for mujeres, or women. Sometimes bathrooms are labeled Mujeres e Hombres, or Damas e Caballeros.

The water is not safe to drink in Mexico. Your accommodation will often provide you with drinking water, and I recommend a LifeStraw or SteriPen water purifier and reusable bottle to cut down on your plastic waste. That said, there’s nothing wrong with brushing your teeth with Mexican water.

If you get sick in Mexico, consider visiting a Farmacia Ahorro. I learned this on my latest trip — several pharmacy chains, including Farmacia Ahorro, have a doctor working in the pharmacy who can examine you! Ask the pharmacist and they’ll give you a ticket for the doctor. Tip the doctor when you’re done (100 pesos, or $5, is fine).

A bright teal-blue lake-like cenote surrounded by trees in Holbox.
Visit as many cenotes as you can in the Yucatán!

Best Time to Visit Mexico for a Yucatán Road Trip

The absolute best time to visit the Yucatán Peninsula in Mexico is during the winter months: from December to March. This is primarily for weather reasons: nice sunny days, it rarely rains and temperatures are at their most pleasant.

This is especially important because Mérida is brutally hot for most of the year. The winter months are when Mérida is at its most pleasant, but even in winter, you’ll occasionally have some days at 95 F (35 C).

Outside of these months, it really heats up in Mérida. Mérida’s hottest month is May, and late April and early June are also brutally hot. It stays hot through November.

The other destinations on this itinerary, like Holbox and Bacalar, aren’t QUITE as hot as Mérida, but the heat can still be unpleasant. Plus, so much of this itinerary is dependent on outdoor weather conditions and I know you’d rather not risk being rained out.

Consequently, this winter months are when Mexico’s Yucatán Peninsula gets the most tourists, and when places tend to be most expensive. But I encourage you to visit at this time because weather really can make or break your visit.

Plus, visiting Mexico when it’s cold at home is the point! You need a warm weather escape, and Mexico is one of the best possible places you could visit. Your friends are going to be jealous of your photos…

Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 29
Don’t overthink your packing for Mexico — I wear what I wear at home.

What to Pack for a Mexico Road Trip

The good thing about Mexico is that you can often buy what you need there. Still, you should pack wisely, just in case.

In terms of clothing, you can wear whatever you want in Mexico — just nothing grotesquely revealing, and keep swimwear to the beach. Light fabrics help you breathe. I tend to wear dresses, skirts, and tank tops with sandals, plus some athletic wear for active days. You might want to bring a sweater and jeans for cool nights or bus rides.

(Like my bag in the photo above? I got it at Poshería, my favorite shop in Mérida, right on Paseo Montejo. Such a great, useful souvenir!)

Here are some items that are smart to pack for a trip to Mexico:

Biodegradable sunscreen. Leave your regular sunscreen at home — it can be harmful to delicate areas like cenotes, Lake Bacalar, and the waters surrounding Holbox. Stick to the biodegradable or reef safe brands.

Earplugs. O México é loud. Even in small towns. Even in luxury hotels. Even on a Monday night. Earplugs are essential to get a good night’s sleep in Mexico.

LifeStraw or SteriPen water purifier and reusable bottle. This lets you drink water safely in Mexico without creating more waste from bottled water.

Pacsafe Travelsafe. Lock up your valuables to something sturdy in your accommodation. I consider my portable safe the most important thing I pack.

Mosquito repellant. Mosquitos can be incessant in this part of Mexico, especially at sunset.

Travel towel. Cenotes don’t provide towels — you’ll need to bring your own.

Speakeasy Travel Supply scarf. These scarves have a hidden pocket for your passport or cash, and some come in light fabrics perfect for Mexico. I love these scarves (I even designed my own!).

Sports sandals. Sports sandals are ideal for climbing ruins and exploring the outdoors while leaving your feet room to breathe on hot days.

Flip-flops. I wear mine everywhere in Mexico. I can’t wear most flip-flops due to arch issues but I ADORE my Abeo flip-flops with arch support.

Water shoes. I don’t usually recommend these, but they are extremely useful in Bacalar, especially at Los Rapidos, where you alternate being in the water and walking on painful ground.

GoPro or waterproof camera. You are going to want to take photos in the water in this part of Mexico — especially cenotes and at Bacalar.

Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 31
Izamal is a spectacular “Pueblo Magico” to visit between Chichén Itzá and Mérida.

Travel Insurance for Mexico

One last note — it’s absolutely vital to have travel insurance before traveling to Mexico. If you get sick or injured on your trip, if you get robbed, or even if you have to be flown home for more care, travel insurance will protect you from financial ruin. I use and recommend World Nomads for trips to Mexico.

Travel insurance will help you in your hour of need if you come down with appendicitis in Mérida or trip and break an ankle while climbing the pyramid at Mayapán, and if your flights get canceled due to hurricanes, you can get accommodation and new flights paid for.

As always, be sure to read your policy carefully and make sure it’s a fit for you. See what World Nomads covers here.

Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 33
I love enjoying this view with cocktails at Picheta in Mérida.

You are going to LOVE your Mexico road trip.

Mexico is one of my absolute favorite places in the world. I love this country fiercely, and I will always come back to it. The more time I spend in Mexico, the more places I keep adding to visit someday!

So many people go to Mexico and see nothing more than beach resorts, when the country has SO much more to offer, especially in the Yucatán Peninsula. I know your trip will be so much better when you focus on areas outside the resorts.

And please don’t forget that you can put your own spin on whatever you want to do. Maybe you’re not a fan of ruins. That’s fine! You don’t have to go to any! And if you don’t like swimming in deep water, know that you don’t have to swim in any if you don’t want to. (Plus, they all provide lifejackets.)

This is your trip. You go do Mexico the way you want to. I’m just here to help you along the way.

Have the best time in Mexico — then come back and tell me all about it!


Read more about Mexico:

Solo Female Travel in Mexico — Is it Safe?

A Guide to Bacalar, Mexico’s Lake of Seven Colors

Why You Should Travel to Isla Holbox, Mexico

Visiting Sumidero Canyon from San Cristóbal de las Casas


Duas semanas no México: o melhor itinerário de viagem em Yucatán 35

Have you been to Mexico’s Yucatán Peninsula? Where do you recommend going? Share away!



Vejam também:

seguro viagem qual melhor

Este post foi traduzido a partir do blog de Adventurous Kate, neste link https://www.adventurouskate.com/two-weeks-in-mexico-yucatan-road-trip-itinerary/

Rolar para cima